ūüĒ•Stanozolol (Winstrol): Para ganhos secos e aumento da defini√ß√£o

O Stanozolol faz parte da categoria dos anabolizantes mais conhecidos e também mais utilizados em todo o mundo, efeito que estão relacionado principalmente à facilidade para adquiri-lo e também com seus efeitos bastante interessantes para o desenvolvimento corporal. Veja a seguir quais são as principais características desse anabolizante e como se uso pode influenciar o desempenho e a performance abordando os principais benefícios e malefícios envolvidos no uso da droga.

Sem sombra de d√ļvidas um dos anabolizantes mais comuns e mais utilizados √© o Stanozolol, bastante popular por possuir uma funcionalidade consider√°vel aliada a um custo-benef√≠cio interessante em muitos casos desde que seja bem utilizado.

√Č uma droga que apresenta pouca probabilidade de aromatiza√ß√£o no organismo, por√©m, os riscos e colaterais envolvidos com seu uso podem ser bem pesados dependendo da forma com que √© utilizado em um ciclo.

Muitas vezes é utilizada de forma errada por mulheres que acreditam ser um anabolizante mais leve, porém, possui efeitos virilizantes em um nível que vai de médio para alto, ou seja, ao se analisar friamente percebe-se que muitas vezes pode não ser a opção mais interessante.

Nas pr√≥ximas linhas conversaremos a respeito de todas as caracter√≠sticas que envolvem o Stanozolol e tamb√©m seu uso em ciclos, informa√ß√Ķes bastante √ļteis para indiv√≠duos que est√£o cogitando a possibilidade de utilizar esse anabolizante em um ciclo voltado para o ganho de massa muscular.

O que é o Stanozolol?

Esse é um anabolizante que foi desenvolvido nos Estados Unidos pela empresa farmacêutica Winthrop na década de 60 e seu uso terapêutico buscava tratar principalmente casos de hipogonadismo, prevenir osteoporose, sarcopenia e estimulador de apetite.

Sua principal comercializa√ß√£o utilizou o nome de Winstrol e fez bastante sucesso, sendo utilizado amplamente no meio esportivo para aumento de performance, ganho de for√ßa e melhora da condi√ß√£o f√≠sica em geral, por√©m, devido a esc√Ęndalos sua produ√ß√£o foi descontinuada.

O Stanozolol é um dos anabolizantes derivados da Dihidrotestosterona (DHT), portanto, possui propriedades que são anabólicas e principalmente androgênicas potentes, o que por si só já o coloca em uma categoria não muito interessante para ciclos realizados por mulheres.

√Č da fam√≠lia das drogas 17-AA (Alfa Alquelados) e por esse motivo tem sua metaboliza√ß√£o no f√≠gado, sendo t√≥xica ao √≥rg√£o.

Est√° dispon√≠vel nas vers√Ķes injet√°vel e tamb√©m em comprimidos, onde ambos fazem parte da mesma fam√≠lia e tem sua metaboliza√ß√£o similar no organismo.

Visto que o Stanozolol não é um tipo de testosterona, mas é derivado do DHT, o organismo tende a diminuir a produção da testosterona endógena durante o uso da droga, onde mesmo em pequenas dosagens essa redução pode chegar facilmente a 50%.

Portanto, efeitos colaterais relacionados a baixos níveis de testosterona podem ser sentidos durante o período de uso do Stanozolol.

Quais são os benefícios obtidos com o uso de Stanozolol?

Stanozolol antes e depois

A maior característica dos ganhos durante o período de uso desse anabolizante são de ganhos sólidos e densos com pouca ou nenhuma retenção líquida, portanto, temos uma droga com grande potencial anabólico.

Mesmo quando utilizado sozinho, o Stanozolol aprimora bastante a síntese proteica e faz com que o processo recuperativo da massa muscular mude bastante.

Apesar de n√£o ser muito utilizado durante fases de bulking, o Stanozolol possui a capacidade de estimular bastante o aumento do apetite.

Além disso, provoca uma melhora da densidade óssea e um grande aumento da densidade muscular em geral, ou seja, basicamente todos os principais aspectos da mudança estética são aprimorados pelo uso desse anabolizante.

Quando usado em fases de preparação ou cutting, auxilia na manutenção da massa muscular ao mesmo tempo em que favorece a diminuição de líquidos retidos, visto que é uma droga que proporciona ganhos secos.

Outra capacidade desse anabolizante é o grande aumento de força, onde mostra-se altamente eficaz para aumento das cargas nos treinos e para a realização de exercícios com maior intensidade.

Seus benefícios podem ser notados de uma forma rápida, pois, é uma droga que possui meia-vida média e por esse motivo necessita de mais de uma aplicação por semana na versão injetável e até mesmo doses diárias na versão via oral.

Como utilizar Stanozolol corretamente?

√Č poss√≠vel adquirir esse anabolizante de forma confi√°vel atrav√©s de farm√°cias de manipula√ß√£o, desde que seja devidamente utilizado com prescri√ß√£o m√©dica.

Os usos terapêuticos do Stanozolol estão voltados para indivíduos que buscam aumentar a densidade óssea e a quantidade de massa muscular, nesse caso, um endocrinologista deve ser consultado para que o protocolo ideal e quantidades de uso seja recomendado da forma correta.

Hoje em dia existem muitas vers√Ķes comercializadas por laborat√≥rios underground, onde n√£o √© poss√≠vel obter uma confiabilidade tanto em quest√Ķes de concentra√ß√£o, quanto de dosagem ideal e etc.

Portanto, para que seja feito um ciclo da forma correta a melhor recomendação é estipular o protocolo juntamente com um profissional endocrinologista.

Administração de Stanozolol

Como dito anteriormente, esse anabolizante está disponível na versão oral e também injetável sendo ambas da mesma família 17-AA.

A vers√£o injet√°vel pode ser encontrada em solu√ß√£o aquosa, ou, oleosa, onde a segunda possui uma dificuldade maior para ser encontrada em vers√Ķes originais.

O Stanozolol injet√°vel tem a meia-vida m√©dia, onde as aplica√ß√Ķes mais comuns ocorrem dia sim e dia n√£o.

Porém, a versão via oral tem uma meia-vida de 6 a 8h e precisa ser administrada cerca de 3x por dia, além de ser necessária uma dosagem maior quando comparada à injetável.

Ou seja, estima-se que o Stanozolol via oral tenha uma perda de até 30% quando comparado a versão injetável, o que automaticamente aumenta os danos hepáticos e também os efeitos colaterais relacionados.

Ciclos com esse anabolizante geralmente utilizam de 20 a 80mg por dia na vers√£o via injet√°vel, levando em considera√ß√£o as aplica√ß√Ķes dia sim e dia n√£o.

Para a versão via oral, é importante levar em consideração a perda de até 30% na concentração da droga para que seja possível definir a dosagem ideal.

As combina√ß√Ķes e o ciclo de Stanozolol

Stanozolol ciclo

Por se tratar de uma droga que reduz a testosterona no organismo quando é utilizada, geralmente os usuários utilizam algum tipo de testosterona base para o ciclo, como Deposteron ou Durateston.

A supressão do eixo hormonal não é muito alta, porém, ocorre perda da produção endógena e por esse motivo é necessário realizar TPC (terapia pós-ciclo).

Geralmente o ciclo com Stanozolol gira em torno de 8 a 12 semanas na versão via injetável e cerca de 4 a 6 semanas na versão via oral, visto que nesse caso é mais tóxica ao fígado pois necessita de uma quantidade maior para se obter os mesmo benefícios.

Efeitos colaterais do Stanozolol

Ainda que essa seja uma droga que possui um impacto moderado para o eixo hormonal, possui efeitos colaterais que podem variar bastante dependendo da dosagem utilizada e do prazo de duração do ciclo.

Comparado com outras drogas seus colaterais tendem a ser mais leves, porém, ainda assim é necessário cautela e precaução com o ciclo do Stanozolol.

Veja abaixo quais s√£o os principais efeitos colaterais causados pelo ciclo com esse anabolizante:

  • Queda de testosterona: O Stanozolol √© um derivado do DHT e por esse motivo reduz a produ√ß√£o natural do organismo, fazendo com que os n√≠veis abaixem no m√≠nimo 50%
  • Efeitos androg√™nicos: Pode causar efeitos colaterais como aparecimento de acne, espinhas, aumento da oleosidade da pele, queda de cabelo
  • Queda de libido: Efeito colateral causado principalmente pela queda da testosterona no organismo
  • Redu√ß√£o dr√°stica do colesterol HDL: O uso do Stanozolol prejudica bastante o perfil lip√≠dico do corpo, onde ao mesmo tempo que reduz o n√≠vel do colesterol bom HDL, aumenta o ruim LDL.
  • Dores nas articula√ß√Ķes: Relatos de usu√°rios demonstram que o ciclo com Stanozolol pode causar a redu√ß√£o da lubrifica√ß√£o articular, o que pode aumentar o risco de les√Ķes
  • Danos hep√°ticos: Visto que essa √© uma droga que faz parte da fam√≠lia dos 17-AA, seu metabolismo acontece no f√≠gado e por esse motivo causa danos ao √≥rg√£o, o que tamb√©m impossibilita seu uso por per√≠odos longos
  • Aumento do apetite: Causado principalmente pelo aumento na capacidade anab√≥lica do organismo, o que pode ser algo negativo em per√≠odos voltados para perda de gordura corporal ou uso por indiv√≠duos com compuls√£o alimentar
  • Aumento da pr√≥stata: Causado principalmente por se tratar de um anabolizante desenvolvido com base no horm√īnio DHT
  • Dores durante a aplica√ß√£o: Por se tratar de uma solu√ß√£o aquosa em sais, a aplica√ß√£o do Stanozolol √© bastante dolorida e pode causar facilmente abcessos e inflama√ß√Ķes no local, nesses casos √© necess√°rio procurar atendimento m√©dico urgentemente

O uso de stanozolol por mulheres

Essa √© uma droga que possui potencial androg√™nico m√©dio, ainda que seja muito utilizada no Brasil pelas mulheres, sem sombra de d√ļvidas n√£o √© uma boa op√ß√£o na maioria dos casos.

Pois, pode causar efeitos de virilização nas mulheres de uma forma bastante rápida, mesmo em pequenas dosagens.

Aparentemente, doses que variam entre 20 e 50mg por dia do Stanozolol j√° √© suficiente para causar altera√ß√Ķes fisiol√≥gicas virilizantes, portanto, muito cuidado com seu uso.

Pode causar efeitos colaterais como por exemplo:

  • Crescimento de pelos
  • Aumento do clit√≥ris
  • Queda de cabelo
  • Acne
  • Aumento da oleosidade da pele
  • Altera√ß√£o da voz

Exames de Dopping com base no Stanozolol

Esse anabolizante foi um dos que mais gerou polêmica em relação ao dopping nos esportes, pois, Bem Johnson um atleta velocista campeão foi pego nas olimpíadas de 1988 ao ter utilizado o esteroide em sua preparação.

O condicionamento físico que o Stanozolol proporciona é bastante procurado, porém, em casos de uso para aumento da performance esportiva deve-se ter bastante cuidado na utilização.

Para se obter melhores recomenda√ß√Ķes de uso nesse caso espec√≠fico √© recomendado que um m√©dico endocrinologista seja procurado.

Visto que essa √© uma subst√Ęncia banida em todo o mundo pelo comit√™ de todas as competi√ß√Ķes esportivas.

Perfil do stanozolol

  • Nome molecular: [17beta-Hydroxy-17-methyl-5alpha-androstano[3,2-c]pyrazole]
  • F√≥rmula molecular: C22H36N2O
  • Ponto de ebuli√ß√£o: N/A
  • Produtor: (Originally) Sterling
  • Cria√ß√£o em: 1962
  • Doses efetivas (homens): 50-100mg/dia
  • Doses efetivas (mulheres): 2.5-10mg/dia
  • Meia-vida: 8 horas
  • Tempo de detec√ß√£o: 3 semanas (oral) a 9 semanas (injet√°vel)
  • Ratio Androg√™nico/Anab√≥lico: 30:320

Conclus√£o

O Stanozolol é um esteroide com alto potencial para mudança estética, crescimento muscular e definição corporal, onde consegue promover ganhos rápidos e secos.

Porém, seu uso contém uma série de particularidades que devem ser levadas em consideração durante o processo de uso da droga.

Por se tratar de um derivado do DHT pode causar efeitos colaterais diversos e além disso, é uma droga com potencial androgênico mediano, o que a torna menos interessante para uso feminino.

Sua agressão ao eixo hormonal é média, porém, ainda assim é recomendado que seu uso seja supervisionado por um médico endocrinologista a fim de se obter o melhor aproveitamento do ciclo realizado com a droga.



Comentar