Publicado em Deixe um comentário

Óleo de Argan: Aprenda tudo sobre o queridinho dos cosméticos

Tempo de Leitura: 3 minutos

óleo de argan

Originado na região de Suz no Marrocos, o óleo de argan ganhou reconhecimento mundial na produção de cosméticos. Rico em vitamina E e antioxidantes, o produto pode  ser usado para tratamento em estrias, barba e cabelo. Derivado da árvore Argania spinosa, o óleo é utilizado na culinária tradicional do Marrocos e também para fins medicinais. Sua produção acontece com a retirada da polpa do fruto da argania, a quebra de seus caroços, esmagando seu miolo até extrair o óleo.

Continue lendo esse artigo para saber mais sobre os benefícios e como usar o óleo de argan na barba, nas estrias e nos cabelos. Vamos lá!

Tratamento para estrias

Homens e mulheres que se incomodam com essas indesejáveis marquinhas que aparecem na pele, podem encontrar a solução no óleo de argan.

Por ser rico em nutrientes, principalmente vitamina E, o óleo pode ajudar na cicatrização de marcas, como as estrias. Quando hidratadas, seu aspecto pode ser suavizado, deixando-as quase imperceptíveis.

Utilizar essa substância em cremes facilita a penetração das propriedades do produto na pele de forma rápida, mas sua concentração deve variar entre 2% e 10%. Por isso é sempre importante verificar os rótulos do que está adquirindo.

Sugere-se utilizar o óleo sempre no final do banho, ou quando sentir sua pele ressecada, dependendo de cada tipo. É recomendado não se expor ao sol quando utilizar o produto, para evitar manchas na pele.

Especialistas explicam que seu uso não faz com que as marquinhas desapareçam totalmente e aconselham consultar um dermatologista para realizar tratamentos definitivos.

Você também pode utilizar cremes que contenham o óleo de argan para auxiliar no tratamento anti-idade, pois ele possui elementos que auxiliam no rejuvenescimento da pele.


Mais sobre óleos: Conheça também o Óleo de Melaleuca


Óleo de argan para a barba

Homens que adoram cultivar grandes barbas podem ter o produto como aliado. Utilizar itens que contenham o óleo de argan ou algumas gotinhas dele puro pode melhorar a aparência dessa parte do corpo que os homens andam se preocupando tanto.

É indicado que o óleo seja aplicado da raiz até as pontas da barba, depois de lavar bem o rosto e deixar os fios bem secos.

Após algumas aplicações você com certeza irá notar como seus pelos estarão mais hidratados, fortes, macios, brilhosos e até cheirosos.

Porém pessoas com pele oleosa devem utilizar uma menor quantidade do produto e com uma frequência menor, para evitar que esse aspecto oleoso se evidencie.

Óleo de Argan nos cabelos: Como usar e quais os benefícios?

Em 2010 começou a ser conhecido mundialmente e virou o queridinho dos cabelos. Também não é para menos, o óleo de argan pode ajudar:

  • na hidratação e restauração dos fios;
  • no combate ao frizz;
  • a controlar os fios rebeldes;
  • no crescimento;
  • além de dar brilho, volume e um aspecto saudável para o cabelo.

É um tratamento natural, que funciona encapando os fios, tirando a carga elétrica negativa do cabelo, além de seus nutrientes melhorarem os danos causados por ações do vento, calor e química em excesso.

Você sabia que o Óleo de Melaleuca também é ótimo para ser usado dos cabelos? Falamos sobre ele aqui.

Por isso é indicado que contenha em shampoos e cremes para cabelos, principalmente para os tipos mais danificados. Além disso, o óleo de argan pode ser usado puro nas pontas, em condicionadores, associados também em alguns processos como a coloração, para suavizar a química nos fios.

São necessários alguns cuidados para a prolongação do tratamento:

  • evitar umidade;
  • não expor excessivamente ao sol;
  • e não usar produtos que removam seu brilho.

E quando se trata de produtos que utilizam o óleo de argan, duas linhas de cosméticos são sempre as mais procuradas:

Óleo de Argan Moroccanoil

moroccanoil

É a queridinha das celebridades e foi a precursora do uso aqui no Brasil, fazendo com que outras marcas passassem a lançar o produto.

Você consegue encontrar em lojas físicas e online, mas cuidado com as falsificações. O preço da linha pode variar de 70 até mais de 300 reais, dependendo de cada item.

Óleo de Argan Avon

É uma alternativa mais barata, e você pode adquirir shampoos e toda a linha, com uma revendedora ou no próprio site.                                                                                                   

Por ser um óleo bastante raro, não se esqueça de verificar o rótulo dos produtos, pois existem marcas que contém pouco ou nada dessa substância, impedindo a eficácia de seus benefícios.

Já utilizou algumas das dicas? Conta pra gente!

Publicado em Deixe um comentário

Óleo de Rícino: um óleo que vai deixar seus cabelos e unhas maravilhosos!

Tempo de Leitura: 3 minutos

óleo de ricino

O óleo de rícino está sendo cada vez mais usado em produtos cosméticos, tanto para o tratamento do cabelo quanto no de pele. Os seus benefícios são os mais variados possíveis, por isso essa popularidade, ele promove uma limpeza profunda, é rico em ácidos graxos, rinoleico, possui função estabilizadora, entre outras.

Onde comprar óleo de Rícino

Se você quer cabelos saudáveis, macios e com brilho você precisa comprar o óleo de rícino. Ele é vendido em lojas de produtos naturais ou pela internet, um site que recomendamos é a drogaria Araújo, uma loja que possui ótimos preços e diversos produtos para auxiliar no tratamento da pele e cabelos.

Clique no link a seguir para acessar o site oficial da loja e saber o valor do óleo de rícino.

Para que serve o óleo de rícino

Vários são os usos do óleo de rícino, principalmente quando o assunto são cabelos, pois além de fortalecer os fios, ele ainda ajuda no crescimento, ele é extraído da planta Ricinus Communis, essa espécie possui entre 40% a 50% de gordura, e isso traz uma série de benefícios extras, tais como:

  • Combate a queda de cabelo.
  • Rico em vitamina E, minerais e vitaminas que ajudam no crescimento dos cabelos.
  • Trata a coceira e pele ressecada do couro cabeludo.
  • Deixa os fios mais encorpados.
  • Ajuda a selar as cutículas dando assim mais brilho.
  • Ajuda os cabelos a ficarem hidratados por mais tempo.

oleo ricino

O óleo de rícino pode ser usado no cabelo, barba e sobrancelha?

Sim, na verdade os cabelos são os que mais se beneficiam com as propriedades do óleo de rícino, sendo que o seu uso regular é um importante aliado contra a perda de cabelos, muito comum entre os homens. Para ter uma barba mais encorpada, o óleo pode ser aplicado diretamente na área, a dica é passar uma boa quantidade antes de dormir, com a pele bem limpa e seca, e no dia seguinte o produto deve ser retirado totalmente com água limpa. Essa dica também ajuda a eliminar as falhas na barba, pois acaba fazendo uma limpeza profunda na pele, isso ajuda a desobstruir os poros.

Essa dica também pode ser usada para quem deseja ter sobrancelhas mais encorpadas e sem falhas, pois a perda de peso acontece frequentemente com o passar do tempo, principalmente se a retirada dos fios extras forem feitos com a ajuda de uma pinça. Nesse caso a aplicação pode ser feita com a ajuda de um cotonete, para evitar que o produto atinja os olhos, e deve ser seguida sempre a direção que os fios crescem, esse processo, assim como a barba, deve ser feito durante a noite, e retirado logo pela manhã. De acordo com alguns especialistas, esse procedimento pode ser repetido durante cinco noite seguidas, sendo necessário fazer um intervalo de três noites após esse período, assim evita-se possíveis problemas.

Óleo de rícino no combate a celulite

E as vantagens não param por aí, o óleo de rícino também ajuda no combate a celulite, para isso é necessário aplicar diretamente na pele:

  • Coloque uma boa quantidade nas mãos.
  • Aplique na área da celulite, e faça movimentos bem vigorosos, sempre seguindo o movimento para cima.
  • Faça essa massagem por pelo menos 10 minutos, sempre antes de dormir.
  • Retire todo o produto no dia seguinte, repita esse processo durante algum período, quem usa garante que os resultados podem ser sentidos em um curto período.