Publicado em Deixe um comentário

Exame toxicológico: O que é? Como funciona? O que detecta? Explicamos AQUI!

Tempo de Leitura: 3 minutos

Eis que surge a necessidade de você realizar um exame toxicológico, seja para conseguir um emprego ou mesmo para ser aceito em algum processo seletivo onde essa seja uma exigência. Você sabe o que é esse exame? Sabe quais as formas que ele pode ser realizado e o que realmente detectam?

Esse artigo vai elucidar se não todas, a maioria das dúvidas que você possa ter na hora de realizar um exame toxicológico. Caso você precise realizar esse tipo de exame e está um pouco receoso, estamos aqui pra te ajudar. Vamos lá?

Como funciona o exame toxicológico?

O exame toxicológico é um exame feito em laboratório e tem por finalidade detectar através da coleta de sangue, a presença de substâncias psicoativas presentes no mesmo por até 90 dias.Ou seja, caso você tenha feito o uso de alguma substância psicoativa nos últimos três meses, o exame toxicológico pelo sangue vai ter capacidade de detectar essa substância.

O exame geralmente é exigido em processos seletivos em que o uso de substâncias psicoativas não seja permitido ou desejado. Como exemplo temos as carreiras de polícia, que obviamente exigem esse exame.

 exame toxicológico

Exame Toxicológico para motoristas.

Um dos temas mais conturbados quando se trata da legislação de trânsito, foi a aprovação da lei 13.103/15, que surgiu após a resolução 425/12 do CONTRAN (conselho nacional de trânsito). Através dessa lei, a partir do ano 2016 passou a ser obrigatório a realização de exame toxicológico para motoristas.

Porém esse exame não é obrigatório a todos os motoristas, sendo aplicado apenas aos motoristas das categorias C, D e E. Esse exame tem por objetivo detectar os seguintes tipos de drogas, anfetaminas, maconha, opiáceos, cocaína e êxtase.

O exame toxicológico pode ser feito em qualquer laboratório que seja credenciado pelo DETRAN, e o valor médio desse exame é de R$ 300,00. O exame consiste na coleta de fios de cabelo ou pedaço de unha para que possam ser realizados os testes.

Lembre-se, o exame é obrigatório para as categorias C, D e E de motorista e a todos aqueles que exercem atividade profissional como motorista. O exame é exigido a cada dois anos e meio e caso o laudo seja positivo, você terá direito a uma contra prova.

Exame Toxicológico pelo cabelo.

A análise toxicológica dos cabelos é um tipo de análise mais eficiente do que a realizada através do sangue, no caso do sangue o tempo de detecção de drogas é de 3 meses, enquanto que através dos fios do cabelo o tempo de detecção passa a ser estendido conforme o tamanho da amostra coletada.

Por exemplo, determinando que o cabelo cresça 1 cm por mês e você tenha um cabelo de 12 centímetros, o tempo de detecção toxicológica desse fio vai ser de 12 meses. O tempo de detecção vai depender do tamanho do cabelo ou unha da amostra coletada.

O exame toxicológico pelo cabelo pode ser realizado também através de qualquer tipo de pelo corporal como pernas, braços e axilas.

Ele se mostra muito mais eficiente do que o exame de sangue e possui os benefícios de um resultado mais confiável e do não constrangimento na hora da coleta.

Exame toxicológico

O exame toxicológico detecta álcool?

O exame toxicológico realizado através do sangue não se mostra muito eficiente para detectar o consumo de álcool, isso por que o álcool é metabolizado muito rapidamente pelo organismo sendo eliminado rapidamente pelo sangue, impedindo a detecção do mesmo.

O exame toxicológico através do sangue só consegue detectar a presença do álcool caso o mesmo tenha sido consumido a poucas horas da realização do exame e nem os exames de cabelo ou de urina são capazes de detectar essa substância por muito tempo.

Quais substâncias os exames toxicológicos detectam?

Como visto anteriormente, existem diversos tipos de exames toxicológicos e eles se diferenciam pelo tempo de detecção do consumo de substâncias psicoativas presentes no sangue, urina ou cabelo. Cada substância tem seu tempo de duração no organismo, umas duram dias e outras até 6 meses.

Nas três opções, os exames toxicológicos possuem capacidade de detectar diversas substâncias com maior ou menor eficiência, essas substâncias são;

  • Maconha e seus deirvados (haxixe e outros)
  • Cocaína e seus derivados (crack, merla e outros)
  • Anfetaminas
  • Matanfetaminas (speed, ice e outros)
  • Ecstasy (MDMA, MDA e EVE)
  • Opiácios (heroína, morfina, codeína e outros)

E ai, gostou das informações? Não esqueça de deixar seu comentário!

Publicado em 1 comentário

Exame de próstata: Quais os tipos? Que doenças identifica?

Tempo de Leitura: 3 minutos

Exame de próstata

Apesar de ter avançado muito nessa questão, falar sobre o exame de próstata ainda é um tabu na comunidade masculina. Isso acontece pelas doenças que esse exame pode acusar que causam um sentimento de menos masculinidade. O que se torna extremamente bobagem, pois enquanto isso anualmente cerca de 1 milhão de casos de câncer de próstata surgem no país.

Prevenir sempre é a melhor opção, por isso o exame de próstata é de suma importância a partir de alguns fatores de risco. Saiba tudo sobre esse exame e deixe o preconceito lá pra trás!

Exame de próstata de toque retal

Um dos exames principais de próstata, o toque retal, é um dos motivos pelo qual vários homens temem esse teste. O possível desconforto que o exame proporciona pelo modo em que é feito é o que afasta as pessoas do sexo masculino dessa procura. É o que acaba sendo tabu, pois o exame é mais tranquilo e menos indolor do que se pensa. O toque retal é muito rápido e demora menos de 1 minuto, podendo causar apenas um leve desconforto. Nesse exame é avaliado o tamanho da próstata que pode estar maior ou mais dura quando ocorre algum tipo de inflamação. É indicado que antes do exame o paciente tome um laxante para limpar o intestino previamente.

Exame de próstata pelo sangue

Apesar do exame de próstata de toque retal ser um dos principais tipos, engana-se quem pensa que é o único meio. Existe também o exame de próstata pelo sangue, também chamado de PSA (tipo de hormônio do nosso corpo). Um resultado normal do exame é quando os valores desse PSA são menores do que 4 ng/ml. Se o valor estiver acima disso, pode indicar problemas relacionados à inflamação da próstata ou câncer. Mas é importante que o médico tenha um valor de referência do laboratório, pois esse valor também pode ser aumentado/alterado pela idade.

Exame de próstata

Exames auxiliares

Os principais tipos de de exame de próstata são o toque retal e de sangue, mas existem outros exames auxiliares que ajudam a detectar mais especificamente o tipo da inflamação/problema na próstata.

  • Ultrassonografia: é feita a ecografia da próstata para poder avaliar o tamanho da glândula e possíveis alterações na sua estrutura.
  • Medição do jato de urina: através da força e quantidade de urina em cada micção também é possível verificar alterações na próstata, pois quando isso ocorre o jato tende a ficar mais lento e fraco. Para esse exame o paciente deve estar com a barriga cheia de pelo menos 1 litro de água. Assim o paciente urina em uma aparelho e o registro é feito.
  • Exame de urina de laboratório: o tradicional exame de urina ajuda a avaliar se existe a presença de sangue ou de micro-organismo que podem estar presentes em casos de infecção urinária.
  • Biópsia: esse exame é indicado após um primeiro (toque retal ou sangue) indicar alterações nesta glândula. É feito para confirmação de um possível diagnóstico de câncer ou tumores benignos. Para o exame é retirado um pedacinho do órgão para a análise em laboratório.

Quais doenças ele pode identificar?

O exame de próstata pode indicar alguns diagnósticos diferentes. Quando os resultados acusam alterações, é possível que esteja acontecendo problemas como:

  • Inflamação da próstata, que também pode ser chamada de tumor benigno da próstata;
  • Câncer de próstata;
  • Presença de bactérias na próstata, que também pode ser chamada de prostatite;
  • Tratamento com medicamentos como diuréticos, esteroides ou aspirina;
  • Realização de procedimentos médicos relacionados à bexiga, como biópsia ou cistoscopia.

Com quantos anos o homem deve fazer?

O exame de próstata é indicado primeiramente sempre que o homem sentir algum sintoma, desconforto ou dor relacionado à próstata. Como fator de risco existe a idade, então é indicado que homens de a partir de 45 anos realizem o exame anualmente. No caso de homens que já possuem casos existentes na família de câncer de próstata ou até o câncer de mama, é indicado que o exame seja feito todos os anos a partir dos 40 anos.

E aí? Você já sabia como funciona o exame de próstata? O que achou? Deixe seu comentário pra gente!