Publicado em Deixe um comentário

Melhores suplementos para ganho de massa muscular após o treino 

suplementos para ganhar massa muscular pós treinoTempo de Leitura: 4 minutos

Ganhar massa muscular é um desafio para qualquer praticante de atividade física e manter esse percentual elevado é importante para um estilo de vida mais saudável.

Para que se consigo esse aumento é necessário ter constância em 3 fatores : treino, dieta e descanso. O treinamento precisa ser intenso com foco em hipertrofia e precisa ter o estímulo correto para ser realmente efetivo, a dieta precisa estar adequada as necessidades calóricas do indivíduo pois ela que vai dar o substrato para o músculo crescer e o descanso correto com as devidas horas de sono para que o corpo consiga fazer a regeneração dos tecidos e também a liberação de hormônios anabólicos.

Um bom aporte de proteínas é extremamente necessário para o crescimento muscular, assim como carboidratos e gorduras. A alimentação pensando nesse objetivo deve ser saudável e calculada especificamente para cada indivíduo pois cada pessoa precisa de diferentes quantidades de nutrientes. 

Porém, somente a ingestão de alimentos pode não ser suficiente para gerar toda a hipertrofia que o corpo é capaz, é preciso utilizar uma suplementação de nutrientes para estimular ainda mais o ganho de massa. A suplementação entra como grande ajuda nesse quesito, pois muitas vezes a alimentação não oferece de maneira eficaz o que o corpo precisa para a recuperação das fibras. 

Após um treinamento intenso, os músculos que foram estimulados precisam de uma porte de nutrientes rapidamente para que regenerem e se desenvolvam sendo mais indicado alguns nutrientes específicos para que isso aconteça mais rápido.

Os suplementos listados abaixo são os mais utilizados no pós treino pois são aqueles que tem mais eficácia para aumentar a massa muscular;

São eles :

melhores suplementos pós treino
melhores suplementos pós treino

Whey Protein :

O Whey é uma proteína extraído do soro do leite de alto valor biológico e rico em BCAA ( leucina, isoleucina e valina ) que são aminoácidos importantes para o crescimento muscular. Ele fornece todos os aminoácidos essenciais que funcionam como tijolos para os músculos.

Sua proteína é de fácil digestão fazendo com que seja absorvida mais rapidamente pelo organismo, e por isso é mais utilizada no pós treino, para ajudar na recuperação, reparação e construção das fibras.

Existe 3 tipos de Whey : 

  • O concentrado que passa apenas por uma filtragem conservando ainda um pouco de carboidrato e gordura provenientes do leite.
  • O isolado que passa por melhores técnicas de filtragem concentrando apenas proteínas e retirando a presença de carboidrato e gordura.
  • O hidrolisado que é possui suas proteínas parcialmente quebradas e possui zero carboidrato e gordura. É mais utilizado pelos intolerantes a lactose ou para quem possui algum problema renal.

O ideal é ingerir logo após o exercício com uma janela de até 2 horas. A quantidade é pessoal e individualizada pois o excesso pode ocasionar um acúmulo de gordura e uma sobrecarga dos rins, por isso a importância de uma boa ingestão de água.

Creatina :

Ela é uma substância formada a partir de aminoácidos e tem efeito em atividades de explosão e treinamento de força pois aumenta a tolerância ao esforço permitindo suportar maiores cargas. Ela está envolvida no processo da produção de ATP, e é a fonte de energia usada em atividades anaeróbias como a musculação.

Esse aumento de força faz com que se treine mais pesado gerando mais estímulo as fibras facilitando a hipertrofia. 

A indicação de uso é de 3 gramas ao dia, preferencialmente após o treino, todos os dias da semana, inclusive naqueles que não se malha pois para ter resultado a creatina precisa acumular no músculo. Faz-se então na primeira semana ( fase de saturação ) uma ingestão de 20 gramas ao dia, dividido em 4 vezes e depois entra na fase de manutenção com a dosagem usual.

Beta Alanina :

É um aminoácido semi essencial que participa do controle do PH do sangue e ajuda a fazer uma obstrução de ácido lático evitando que ele fique mais ácido retardando a fadiga muscular fazendo com que se condiga fazer o exercício de alta resistência por mais tempo e reduzindo o risco de lesão na musculatura.

A dosagem é individualizada porém, no geral, usa-se 3 gramas por dia. Por ser uma substância que precisa acumular no organismo, seu uso precisa ser continuo.

A Beta Alanina costuma causar uma sensação de formigamento pelo corpo, mas ela costuma sumir com o tempo de uso.

Albumina :

Ela é uma proteína de alto valor biológico retirada da clara do ovo. Seu preço de mercado é bem mais barato que os outros suplementos proteicos por isso ela acaba sendo utilizada porém, sua absorção é mais lenta pelo organismo sendo mais difícil de digerir mas ainda sim é possível utilizá-la e obter bons resultado na construção muscular.

O ideal é se consuma logo após o exercício e/ou porções fracionadas ao longo do dia, e a quantidade varia conforme a dieta e a necessidade proteica de cada um. 

Glutamina :

É um aminoácido também semi essencial ( são produzidos durante a infância e tendem a diminuir conforme a idade ou problemas de saúde ), que auxilia na síntese proteica e na melhora do metabolismo. Ela atua no transporte de amônia dos tecidos do corpo para o fígado para ser transformada em ureia. Também ajuda no fortalecimento do sistema imunológico e na melhora do funcionamento das células intestinais e por isso ela ajuda na reparação de lesões causadas pelo treinamento e pelo estresse oxidativo reduzindo as inflamações causadas.

Ela atua no metabolismo proteico pois age no transporte de nitrogênio e no sistema antioxidante sendo associada a uma menor perda de força e diminuição da dor muscular tardia.

A dose indicada é de 5 gramas diluída em pelo menos 100 ml de água porém dependendo do tipo de treinamento tem-se a necessidade de aumentar a dosagem conforme a orientação de um profissional. 

Publicado em Deixe um comentário

Glutamina: Benefícios, tipos, funções e muito mais!

Tempo de Leitura: 3 minutosA glutamina é um dos aminoácidos mais presentes e importantes no corpo humano, a qual é encontrada em alta escala no sangue e nos músculos, garantindo um bom sistema imunológico. Está categorizada como um aminoácido não essencial, o que não quer dizer que não seja importante, e sim que é produzida pelo corpo não “precisando” de um consumo para obtê-la.

glutamina

É indicada para ser consumida como suplemento e aditivo alimentar por atletas e praticantes de musculação como um suplemento alimentar dietético nutritivo, como também pessoas carentes deste aminoácido no organismo.

Saiba onde comprar!

Olha gente, depois de muita procura encontramos algumas Glutaminas de diferentes marcas no site Netshoes, vale a pena dar uma olhada.

Quais seus benefícios?

É recomendado que a Glutamina seja consumida juntamente com outro suplemento de grande importância, a creatina, pois há um grande aumento de ambos os benefícios no corpo quando elas se encontram e reagem. Quando juntas eliminam a amônia do corpo, como também aumentam a síntese de proteína, o que é bom para quem deseja resultados musculares. Trazem outros benefícios à saúde como formação de antioxidantes e controle do sistema imunológico.

Outro suplemento que combina com a Glutamina é a Taurina, outro produto energético conhecido pelos atletas e praticantes de esporte. Ambos promovem a hidratação causando aumento das células e outros efeitos positivos no corpo.

glutamina

Outros possíveis benefícios da glutamina são: colaboração na síntese de um dos principais neurotransmissores no cérebro, o GABA, melhorando a função mental; saúde do revestimento do intestino; controla açúcar no sangue; diminui tempo de desgaste muscular e recuperação; diminui catabolismo; aumento da produção do ADH, hormônio de crescimento; desintoxicação de nitrogênio e amônia nos músculos; melhora do humor; entre outros.

Quais os tipos?

Existem basicamente dois tipos da Glutamina quando vendidos de modo suplementar nutritivo, que são o modo livre (L-Glutamina) e Glutamina peptídeo. Segundo informações pesquisadas na Internet, o tipo propício a fins musculares é a glutamina hidrolisada do trigo, a glutamina peptídica, já que a L-Glutamina atua diretamente no intestino não tendo efeitos musculares.

Estudos sobre a Glutamina

Existem estudos que comprovam que exercícios físicos intensos e de longa duração com corridas e outros esportes que exigem muito da pessoa podem diminuir a concentração de Glutamina no sangue em mais de 20%, daí vem importância da reposição alimentar deste suplemento o que vai diminuir o desgaste muscular durante e após treinos.

Alguns discordam que essa taxa de glutamina diminua devido aos exercícios físicos, mas não são contra a essa reposição, além da própria produção do corpo. A maioria dos estudos já concorda e aprova que a glutamina tem efeitos positivos em queimaduras, cirurgias e tudo mais que debilitem o corpo, mas mesmo assim não existem conclusões gerais ou evidências dessas afirmações.

Glutamina_formula_estrutura

Composição molecular da Glutamina.

Outros autores atestam que essas atividades de longa duração estimulam a conversão da glutamina em glicogênio através de uma conversão metabólica. Portanto dietas ricas em carboidratos acompanhadas de muito exercício físico, ainda mais se forem intensos e de muita força, são muito indicadas para quem precisa de energia! Glutamina tem todos seus benefícios, porém se a intensão for apenas repor energia para os exercícios, opte por outro tipo de carboidrato, como uma forma mais econômica.

Informações importantes

Você lê todos esses benefícios e já pensa em adquirir o produto, não? Mas cuidado aí, pois nunca foi comprovado que a Glutamina seja um potencializador muscular como muitos pensam e falam. Seu uso quando realizado do modo errado pode alterar níveis de outras substâncias no seu organismo, como a glicose e absorção de outros aminoácidos. Cuidado também vocês que são diabéticos, pois níveis de insulina e glicose podem ser afetados.

O ideal é se informar com nutricionista ou outro médico de saúde esportiva e exigir algo proporcional à sua necessidade, pois se você deseja massa muscular, outros produtos são focados nisso e bem mais eficazes, já que a reação da glutamina nesse ponto ainda é duvidosa e nunca foi comprovada tecnicamente. Se puder consumir, de acordo com seu médico, informe-se com ele sobre seus horários para consumir e também qual a quantidade de consumo necessária diária antes, durante ou depois dos treinos!

Esse artigo foi útil para você? Conta pra gente nos comentários.