Publicado em Deixe um comentário

Vitamina E: Conheça todos os benefícios dessa vitamina e porque inclui-la em suas refeições!

Tempo de Leitura: 7 minutos

Como sabemos, através da alimentação, o ser humano fornece os nutrientes necessários para o funcionamento adequado das nossas funções e claro, mantém nossa saúde em dia. Assim sendo, cada macro e micronutriente desempenha funções específicas em nosso metabolismo, de forma que a deficiência de algum deles geralmente acarreta em problemas de saúde. A Vitamina E, por exemplo, é extremamente importante para o bom funcionamento de diversos processos endógenos, de forma que o seu consumo não deve ser de forma alguma, negligenciado.

Se você deseja saber mais a respeito da Vitamina E, principalmente a respeito dos seus benefícios para a saúde, este artigo é para você! Não deixe de ler até o fim!

O que é e para que serve a Vitamina E?

A vitamina E é um micronutriente essencial para a manutenção da boa saúde.Também conhecida como Tocoferol, essa vitamina encontra-se armazenada no tecido adiposo, diferentemente das demais vitaminas da classe lipossolúvel (A, D e K) que são armazenadas em nosso fígado.

A vitamina E desempenha uma importante função antioxidante no organismo, ou seja: evitam os efeitos nocivos dos radicais livres nas células corporais, protegendo o corpo de danos ao DNA, envelhecimento celular e até mesmo doenças graves como o câncer.

Benefícios da Vitamina E

Embora muitas pessoas desconheçam, a vitamina E oferece diversos benefícios à saúde humana, conheça-os a seguir:

Melhora a saúde da pele: Devido ao seu poderoso efeito antioxidante e cicatrizante, a vitamina E ganhou espaço na estética e virou um dos melhores amigos de uma pele saudável. Ela promove, entre outros benefícios:

  • Hidratação da pele
  • Prevenção do aparecimento de rugas
  • Otimiza a cicatrização da pele
  • Tratamento e prevenção do envelhecimento da pele
  • Formação de fibras de colágeno e consequentemente, melhora da firmeza do tecido cutâneo
  • Redução do impacto negativo do sol na pele
  • Diminuição da sensação de sensibilidade na pele após exposição solar

Atua como anti-inflamatório: Devido ao seu efeito redutor de citocinas (estruturas conhecidas como “marcadores” inflamatórios do organismo). Ou seja: Auxilia na redução de diversos processos inflamatórios.

Promove a saúde neurológica: As funções cognitivas são diretamente beneficiadas pela vitamina E, mantendo-se assim em perfeito estado. Além disso, estudos apontam que o consumo adequado de vitamina E também consegue reduzir os riscos de desenvolvimento de Alzheimer  e até mesmo de Parkinson.

Isso porque os pesquisadores observaram que uma das principais causas para o aparecimento destas doenças é a grande quantidade de radicais livres presentes no tecido nervoso, portanto, o fornecimento de um poderoso antioxidante como a vitamina E beneficiaria o tecido e diminuiria as chances destas doenças desenvolverem-se.

Protege os homens do câncer de próstata: Este é o benefício mais conhecido da vitamina E. Embora ainda sejam necessárias maiores pesquisas para comprovação do seu papel protetor, alguns indícios clínicos mostram que o consumo adequado desta vitamina previne o aparecimento de câncer de próstata e até mesmo a diminuição dos tumores já existentes.

Entretanto, não é recomendado o uso sem orientação médica de suplementos para esta finalidade.

Fortalece o sistema imunológico: Manter o consumo adequado desta vitamina ajuda a fortalecer a imunidade e manter o corpo longe de possíveis infecções por bactérias, vírus ou alérgenos. Em outras palavras, ajuda você a manter-se resistente a diversas doenças!

Protege o coração: A suplementação de vitamina E está associada a uma menor incidência de doenças cardíacas na terceira idade, segundo estudo.

Isso porque problemas de ordem cardíaca parecem estar diretamente relacionados com a grande quantidade de radicais livres neste público, o que a vitamina E consegue combater com eficácia. Além disso, esta vitamina consegue promover a redução e controle do LDL (também conhecido como “colesterol ruim”), e diminuir o risco de aparecimento de obstruções nas artérias.

Mantém ossos e músculos saudáveis: Embora não seja a vitamina essencial para a saúde destas duas estruturas, o consumo adequado de vitamina E também promove efeito benéfico para os ossos e músculos.

Onde posso encontrar Vitamina E?

vitamina E

Para consumir vitamina E é necessário alimentar-se de forma saudável, e claro, consumir os alimentos mais ricos neste micronutriente com frequência. São eles:

  • Abacate
  • Ovo cozido
  • Salmão
  • Oleaginosas como amêndoas, amendoim, avelã e castanhas
  • Semente de girassol
  • Bacalhau
  • Azeitona

Além destes alimentos fonte de vitamina E, também é possível consumir a vitamina através de suplementos de vitamina E, obviamente com indicação médica.

❱❱ Leia também: Vitamina B6!

Sintomas da deficiência de Vitamina D

Assim como a maioria das deficiências nutricionais, o déficit de Vitamina E também ocasiona alguns sintomas característicos de carência. Os principais são:

  • Câimbras e dificuldade para caminhar
  • Crescimento lento em crianças
  • Queda e opacidade dos cabelos
  • Problemas neurológicos
  • Manchas na pele
  • Fraqueza muscular
  • Desenvolvimento mental e físico abaixo do normal em crianças
  • Anemia hemolítica (tipo de anemia que causa a destruição das hemácias antes do tempo normal, que costuma ser de 120 dias)
  • Perda da coordenação

A deficiência de vitamina E é mais comum em crianças, entretanto, pode ocorrer em adultos que não se alimentam de forma saudável e com alimentos ricos neste micronutriente. Também são alvos dessa deficiência as pessoas que apresentam algum problema absortivo, distúrbios na vesícula e/ou fígado, fibrose cística ou pancreatite.

É importante que, caso o indivíduo apresente um destes problemas, a quantidade de vitamina E no organismo seja monitorada pelo médico e se necessário, suplementada.

Vitamina E em cápsulas

Como mencionado anteriormente, é possível consumir a vitamina E através da suplementação em cápsulas, que é feita diariamente. O produto é facilmente encontrado em lojas de produtos naturais, farmácias e lojas de suplementos alimentares.

Entretanto, reiteramos que esta suplementação só deve ser feita com indicação do seu médico, pois o excesso desta vitamina pode ocasionar graves problemas como aumento das chances de desenvolvimento de câncer de próstata, sangramentos cerebrais e até mesmo anomalias na formação de bebês.

Clique aqui para comprar a sua com seus melhores preços!

Esta vitamina ajuda a engravidar?

vitamina E

A resposta é sim! Estudos apontam que o consumo da recomendação diária de vitamina E favorece a gravidez! Isso porque esta vitamina promove o funcionamento saudável do aparelho reprodutor da mulher e do sistema hormonal.

Além disso, os homens também se beneficiam do consumo adequado de vitamina E, melhora a saúde dos espermatozoides e promove melhor mobilidade, o que também acaba favorecendo a concepção. Ou seja: Se você deseja engravidar logo, mantenha os seus níveis de vitamina E (e do seu parceiro também!) em dia.

Vitamina E engorda?

Esta é a preocupação de muitas pessoas, entretanto, nós garantimos: A vitamina E não engorda! Pode haver um aumento de peso caso você consuma os alimentos ricos neste micronutriente de forma EXAGERADA, porém, a vitamina em si não tem o poder de aumentar o peso.

Quando se deve suplementar vitamina E?

A suplementação de qualquer vitamina ou mineral deve ser feita apenas quando existe a real necessidade de introduzir o produto. No caso da vitamina E, ela deve ser suplementada em casos de deficiência da vitamina ou caso o indivíduo seja portador de alguma doença que prejudique a absorção da vitamina (ou de gorduras, visto que por ser lipossolúvel, a vitamina E necessita de gordura para ser absorvida corretamente).

A indicação da quantidade adequada para você dependerá exclusivamente da avaliação do seu médico ou nutricionista, de forma que você deve consumi-la apenas com orientação profissional.

Fonte:

Radicais livres e os principais antioxidantes da dieta 

Tags

vitamina e
vitamina e para que serve
vitamina para cabelo e unha
para que serve a vitamina e
para que serve vitamina e
vitamina e alimentos
vitamin e
alimentos com vitamina e
alimentos ricos em vitamina e
beneficios da vitamina e
licopeno colageno e vitamina c
vitamina e beneficios
vitamina e para pele
vitamina para unha e cabelo
vitamina cabelo e unha
vitaminas e minerais
calcio e vitamina d
vitamina e preco
vitamina para dar energia e disposicao
vitaminas e sais minerais
vitaminas hidrossoluveis e lipossoluveis
fontes de vitamina e
qual a melhor vitamina para cansaco fisico e mental
vitamina d e covid
vitamina para cansaco fisico e mental
vitamina para engordar e ganhar massa muscular
vitamina para memoria e concentracao
vitaminas para o cabelo crescer rapido e forte
lavitan vitaminas cabelos e unhas
sol e vitamina d
vitamina d3 e k2
vitamina e para o cabelo
vitamina para unhas fracas e queda de cabelo
vitaminas para ganhar massa muscular nas pernas e gluteos
acido hialuronico e vitamina c
vitamina cabelo unha e pele
vitamina de banana e maca
vitamina e 400mg
vitamina e capsulas
vitamina para abrir o apetite e engordar infantil
vitamina para cabelo e unha crescer
vitamina para cabelo unha e pele
alimentos que contem vitamina e
e vitaminas
onde encontrar vitamina e
qual as frutas e verduras que tem vitamina d
vitamina b6 e b12
vitamina c pele antes e depois
vitamina e 400ui
vitamina e para o rosto
vitamina e para que serve no cabelo
vitamina e serve para que
vitamina para dar energia e disposicao feminina
vitaminas e suas funcoes
vitaminas lipossoluveis e hidrossoluveis
vitaminas para cansaco fisico e mental que nao engorda
acido hialuronico retinol e vitamina c manipulado
capsulas de vitamina e
capsula de vitamina e
capsulas acido hialuronico colageno e vitamina c
falta de vitamina e
funcao da vitamina e
omega 3 com vitamina e
vitamina e beneficios
vitamina e engorda
vitamina e onde encontrar
vitamina para abrir o apetite e engordar
vitamina para pele e cabelo
vitamina unha e cabelo
alimentos rico em vitamina e
alimentos ricos em vitaminas e
colageno e vitamina c
excesso de vitamina e
licopeno com vitamina e
licopeno vitamina c vitamina e
licopeno vitamina e
o que e vitamina d
o que e vitamina e
quais os beneficios da vitamina e
qual a melhor vitamina para cabelo unha e pele
vitamina e 400
vitamina e como tomar
vitamina e dose diaria ui
vitamina e funcao
vitamina e liquida
vitamina e pdf
vitamina e pele
vitamina k2 e d3
vitamina para cabelo pele e unha
vitamina para crescer cabelo e unha
vitamina para dar animo e disposicao
vitamina para queda de cabelo e unhas fracas
zinco e vitamina c
alimentos que tem vitamina e
colageno hidrolisado com licopeno e vitamina c
creme com acido hialuronico e vitamina c
calcio e vitamina d
frutas com vitamina e
frutas e suas vitaminas
melhor vitamina para cabelo e unha

Publicado em Deixe um comentário

Vitamina B6: Benefícios, dose diária, carência, excesso, alimentos e mais..

Tempo de Leitura: 7 minutos

O bom funcionamento do nosso corpo depende de inúmeros fatores, entretanto, sem sombra de dúvidas a alimentação é um dos mais importantes, visto que é através dela que nosso corpo recebe todos os nutrientes que necessita.

As vitaminas e minerais exercem um papel fundamental para manter as funções imunológicas, metabólicas e hormonais, de forma que um indivíduo que não fornece estes micronutrientes ao corpo provavelmente apresenta uma saúde mais frágil.

A vitamina B6 é um exemplo de micronutriente essencial ao nosso corpo, e embora muitas pessoas desconheçam, vários problemas de saúde estão associados à sua deficiência. Se você deseja saber mais sobre esta vitamina, este artigo é para você! Não deixe de ler até o final!

O que é Vitamina b6?

vitamina b6

A vitamina B6, também conhecida como piridoxina, faz parte do complexo B de vitaminas sendo indispensável para diversas funções do corpo, principalmente no âmbito psicológico e físico de uma forma geral.

Sua ação está relacionada diretamente com os processos de respiração das células corporais e com o metabolismo das proteínas, de forma que após o seu consumo, os excessos não são liberados pela urina, pois permanecem alojados na musculatura.

Por não ser produzida em quantidades suficientes pelo nosso organismo, a vitamina B6 necessita ser consumida diariamente através de alimentos fonte deste micronutriente.

Para que serve a vitamina B6?

A principal função da vitamina B6 é atuar como coenzima. Mas o que isso significa? Bem, significa que ela age juntamente com algumas enzimas para que as mesmas possam funcionar corretamente.

Além disso, como mencionado anteriormente, esta vitamina participa do metabolismo de proteínas, mas não é só isso. Carboidratos e lipídeos também recebem participação da vitamina B6 na sua metabolização, o que reforça a importância deste micronutriente em nossa alimentação.

Além da sua atuação direta no funcionamento dos macronutrientes, a vitamina B6 também executa as seguintes funções:

  • Produção de epinefrina
  • Decomposição de glicogênio
  • Produção de serotonina
  • Degradação da homocisteína

Ou seja: Esta vitamina é extremamente importante para a sua saúde!

Quais os benefícios da vitamina B6?

Manter os níveis de vitamina B6 dentro do recomendado proporciona diversos benefícios à saúde. Conheça os principais:

Melhora os sintomas da artrite: Milhares de pessoas convivem diariamente com as dores e incômodos causados pela artrite, uma doença inflamatória das articulações. Entretanto, descobriu-se nos últimos anos que a suplementação de vitamina B6 pode mudar um pouco este quadro. Embora o consumo da vitamina não seja capaz de curar a doença, a suplementação parece reduzir significativamente as dores.

Combate os sintomas da TPM: A TPM (tensão pré-menstrual) costuma causar uma série de sintomas desagradáveis às mulheres, mas é possível evitá-los e tratar de forma efetiva com um consumo adequado de vitamina B6. A vitamina consegue combater dores de cabeça, tonturas, enjoos, cansaço e dores nos seios. Isso ocorre por conta da sua atuação direta na liberação de neurotransmissores que atenuam a sensação de dor, além de aumentar o fluxo de sangue.

Melhora do humor: Lembra que mencionamos anteriormente que a vitamina B6 promove a liberação de serotonina? Pois bem, como a serotonina é um dos hormônios responsáveis pela regulação do humor, portanto, consumir alimentos ricos em vitamina B6 te ajuda a manter a produção deste importante hormônio em dia e claro, o seu humor fica excelente!

Promove uma melhor saúde cardiovascular: Manter a saúde do coração em dia é fundamental, principalmente no momento em que vivemos, onde diversos problemas cardíacos estão atingindo a população por conta dos maus hábitos.

Manter os níveis de vitamina B6 dentro do indicado promove a saúde do coração por conta do seu controle sobre a homocisteína (aminoácido presente no sangue que em excesso, danifica os vasos sanguíneos), além de ajudar a controlar a pressão e o colesterol.

Previne a anemia: A vitamina B6 promove um estímulo no processo de produção das hemácias, células que transportam o oxigênio no sangue, o que ajuda prevenir que a anemia se instale.

Qual a dose diária recomendada?

Como todo micronutriente, existe uma quantidade de consumo diário, que geralmente varia de acordo com a idade do indivíduo. Estes valores existem para garantir que uma quantidade segura seja consumida, visto que o excesso de algumas vitaminas podem causar alguns problemas de saúde.

Atualmente, a recomendação de Vitamina B6 é a seguinte:

  • 0 a 6 meses – 0,1 mg.
  • 7 a 12 meses – 0,3 mg.
  • 1 a 3 anos – 0,5 mg.
  • 4 a 8 anos – 0,6 mg.
  • 9 a 13 anos – 1,0 mg.
  • 14 a 18 anos – 1,3 mg para homens e 1,2 para mulheres.
  • 19 a 50 anos – 1,3 mg.
  • Acima de 50 anos – 1,7 mg para homens e 1,5 para mulheres.
  • Grávidas – 1,9 mg.
  • Lactantes – 2,0 mg.

O que a carência dessa vitamina causa?

A carência de vitamina B6 não é muito frequente, pois como você pôde ver anteriormente, a necessidade diária deste micronutriente não é muito alta e pode ser atingida facilmente com a alimentação. Entretanto, pessoas desnutridas, obesas, alcoólatras, problemas renais, doença celíaca, grávidas, idosos ou pessoas que fazem uso de medicações controladas podem apresentar os sintomas a seguir:

  • Lesões na região da boca
  • Irritação e depressão
  • Inflamação da língua
  • Convulsões
  • Lesões na pele
  • Confusão mental

É importante que, casos estes sintomas apareçam, você procure imediatamente um médico para investigar a possível deficiência de vitamina B6.

E o excesso de Vitamina B6? Causa problemas de saúde?

A vitamina B6 é uma vitamina hidrossolúvel e por este motivo é muito difícil ocorrer uma intoxicação, pois os excessos deste micronutriente costumam ser excretados através da urina.

Entretanto, caso o indivíduo faça uma suplementação de vitamina B6 sem acompanhamento e utilizando dosagens muito altas, alguns sintomas podem ser sentidos, como por exemplo:

  • Náuseas
  • Vômito
  • Tontura
  • Lesões na pele
  • Sensibilidade à luz
  • Redução da sensibilidade dos braços e pernas

Quais são os alimentos ricos em vitamina B6?

vitamina b6

Existe uma grande variedade de alimentos ricos em vitamina B6, de forma que é possível atingir a necessidade diária de forma bastante fácil. Conheça alguns:

  • Banana
  • Batatas
  • Bife de fígado
  • Frango
  • Carne vermelha
  • Abacate
  • Grão de bico
  • Salmão
  • Atum
  • Peru
  • Nozes
  • Grãos integrais

Manter uma alimentação equilibrada e com estes alimentos presentes no seu prato, os seus níveis de vitamina B6 estarão sempre dentro do indicado. Sua saúde agradece!

Suplementação de Vitamina B6 alimentos

vitamina b6

A suplementação de vitamina B6 geralmente é indicada pelo médico ou nutricionista caso exista a deficiência deste micronutriente, seja por consumo baixo de alimentos fonte, problemas que prejudiquem a absorção da vitamina ou caso o indivíduo faça uso de medicações que causem uma queda nos níveis da mesma.

O produto pode ser facilmente encontrado em farmácias, lojas de suplementos alimentares ou em lojas de produtos naturais, geralmente em forma de cápsulas.

Quanto à quantidade ideal e frequência de uso, indicamos que você siga a orientação do seu médico ou nutricionista, visto que cada indivíduo apresenta uma necessidade diferente, e que é necessário cuidar para que não haja intoxicação.

Caso seja necessário utilizar a suplementação, lembre-se de adquiri-lo em lojas de qualidade e com boas avaliações.

Fonte:

MdSaúde

Tags

vitamina b6
vitamina b6 para que serve
vitamina b6 alimentos
para que serve a vitamina b6
para que serve vitamina b6
vitamina b6 e b12
alimentos rico em vitamina b6
alimentos ricos em vitamina b6
alimentos com vitamina b6
beneficios da vitamina b6
vitamina b6 beneficios
vitamina b6 engorda
vitamina b6 preco
fontes de vitamina b6
vitamina b6 dosagem
vitamina b6 excesso
vitamina b6 pdf
excesso de vitamina b6
vitamin b6
vitamina b6 funcao
funcao da vitamina b6
o que e vitamina b6
onde encontrar vitamina b6
vitamina b1 b6 b12
vitamina b6 cabelo
vitamina b6 carencia
alimentos que contem vitamina b6
alimentos ricos em vitamina b6 e b12
falta de vitamina b6
metilfolato metilcobalamina vitamina b6
vitamina b6 dose diaria recomendada
vitamina b6 fontes
vitamina b6 piridoxina
vitaminas b1 b6 e b12
cloreto de magnesio vitamina b6
qual a funcao da vitamina b6
triptofano com magnesio niacina e vitamina b6
vitamina b6 alta
vitamina b6 beneficios
vitamina b6 onde encontrar
vitamina b6 y b12
b6 vitamina para que serve
metilfolato metilcobalamina vitamina b6 para que serve
metilfolato metilcobalamina vitamina b6 sublingual
quais os beneficios da vitamina b6
vitamina b12 e b6
vitamina b6 nome
vitamina b6 para que serve no organismo
vitamina b6 serve para que
zinco magnesio e vitamina b6 para que serve
beneficios vitamina b6
exame vitamina b6
fontes vitamina b6
vitamina b6 comprar
vitamina b6 e b12 para que serve
alimentos ricos em vitaminas b6 b9 b12
beneficios de tomar vitamina b1 b6 b12
fontes alimentares da vitamina b6
keppra vitamin b6
magnesio y vitamina b6
metilfolato vitamina b6 e b12
neurobion vitaminas b1 b6 b12 para que serve
o que causa a falta de vitamina b6
plp b6 vitamin
tryptophan and vitamin b6
vitamin b3 b6 b12
vitamin b6 for pms dosage
vitamin b6 function
vitamin b6 in banana
vitamin b6 muscle growth
vitamin b6 rda
vitamina b1 y b6 beneficios
vitamina b6 baixa prolactina
vitamina b6 beneficios contraindicaciones
vitamina b6 e b12 engorda
vitamina b6 exceso
vitamina b6 preco pacheco
vitamina b6 pro cabelo
vitaminas b12 b6 b1 ou e
vitaminas b6 b12 alimentos
vitaminas do complexo b b1 b2 b6 b12
vitamine b1 b6 b12 neuropathie
vitamins b1 b6 and b12
what is the function of vitamin b6
alimentos que contem a vitamina b6
alimentos que possuem vitamina b6
alimentos ricos em vitamina b6 e magnesio
biotina e vitamina b6
deficiencia de vitamina b6
diclofenaco sodico vitamina b1 b6 b12
donde encontramos la vitamina b6
estrutura quimica da vitamina b6
excess vitamin b6 side effects
formula vitamina b6
fosfato de piridoxal vitamina b6
magne b6 vitamin
magnesio e vitamina b6 para tpm
magnesio potassio e vitamina b6
magnesium and vitamin b6
magnesio vitamina b5 vitamina b6

Publicado em Deixe um comentário

Riboflavina: Conheça os mistérios desse nutriente e porque é tão indispensável!

Tempo de Leitura: 5 minutos

As vitaminas fazem parte da classe de micronutrientes indispensáveis para manter a saúde em dia, pois se relacionam diretamente com grande parte dos processos metabólicos, imunológicos e neurológicos do nosso corpo. A Riboflavina, ou vitamina B2, faz parte desta lista de micronutrientes essenciais para nosso corpo, pois confere benefícios incríveis ao organismo humano!

Se você deseja saber mais a respeito da Riboflavina este artigo é para você! Leia-o e surpreenda-se com os benefícios desta vitamina!

O que é Riboflavina?

A riboflavina é popularmente conhecida como vitamina B2, e como o próprio nome já sugere, faz parte do complexo B, que executa funções químicas fundamentais e bastante amplas em nosso corpo.

Devido à sua importância e ao fato de se tratar de uma vitamina hidrossolúvel, a riboflavina necessita ser consumida diariamente, pois do contrário é possível que ocorra uma deficiência desta vitamina, favorecendo o aparecimento de sintomas indesejados e até mesmo doenças.


Leia também o texto sobre Vitamina b12..


Para que serve a Riboflavina?

Por fazer parte do complexo B, a riboflavina assim como as demais integrantes deste grupo também atua diretamente nos processos de digestão dos alimentos e extração de energia dos mesmos, ou seja: É fundamental que a oferta de riboflavina e demais vitaminas do complexo B estejam dentro dos níveis ideais para que consigamos obter e utilizar a energia proveniente das refeições.

Além de extrair energia dos alimentos, esta vitamina também é capaz de otimizar e acelerar o nosso metabolismo. Isso mesmo! A teoria mais aceita é que isso ocorre devido à sua capacidade de ligação e quebra das moléculas de gordura para utilização como energia de forma rápida e eficaz.

A riboflavina também é capaz de promover a reparação dos tecidos do corpo, promovendo o seu crescimento. Não é a toa que esta vitamina é muito indicada para crianças com atraso no crescimento e desenvolvimento por conta de uma possível má alimentação ou problemas de origem genética.

Benefícios da Riboflavina

riboflavina

Manter os níveis de riboflavina dentro da indicação diária é benéfico para nossa saúde por diversos motivos. Entenda melhor os benefícios desta vitamina:

Combate as câimbras: Só quem sofre ou já sofreu com este problema sabe o quão incômodo e dolorido ele pode ser. Uma das causas mais comuns para o surgimento das câimbras é a oxigenação ineficiente da musculatura, e é aí que a riboflavina age. Como uma de suas atribuições em nosso corpo é a produção das células que transportam o oxigênio, quando seus níveis estão adequados, a musculatura recebe oxigênio suficiente e as câimbras desaparecem.

Previne a anemia: Além de produzir células responsáveis pelo transporte de oxigênio pelo nosso corpo, a riboflavina também favorece a absorção de ácido fólico e Ferro, o que sem dúvidas contribui para que a anemia não se instale.

Atua como antioxidante: Através do seu efeito antioxidante, ou seja: da sua capacidade em remover os radicais livres do corpo humano, a riboflavina protege o corpo do envelhecimento precoce, do desenvolvimento da obesidade, hipertensão, diabetes, aterosclerose e demais problemas cardíacos.

Promove uma melhor saúde para os olhos: Esta vitamina auxilia as enzimas que garantem a saúde dos olhos a funcionarem corretamente, evitando que os olhos fiquem opacos ou que outros problemas oculares se instalem. Basicamente, a existência e ação destas enzimas tão fundamentais dependem diretamente da quantidade de riboflavina existente no corpo.

Evita problemas de fertilidade: A riboflavina atua também no âmbito hormonal, evitando a infertilidade. De forma geral, nosso fígado utiliza a vitamina para eliminar alguns hormônios que não são necessários, como por exemplo, a progesterona e estrógenos.

Entretanto, caso haja deficiência de riboflavina no organismo, o cérebro acaba entendendo de forma errada a necessidade destes hormônios e inibe a liberação hormonal, causando problemas para engravidar e abortos. Por isso, se você deseja engravidar em breve, invista em alimentos ricos em riboflavina (falaremos mais sobre eles adiante).

Previne doenças neurológicas: Esta vitamina auxilia o processo de formação da estrutura que envolve as fibras nervosas, chamada bainha de mielina. Esta estrutura permite que os neurônios consigam comunicar-se entre si e mantenham-se saudáveis, o que evita problemas neurológicos como Mal de Alzheimer, perda de memória entre outras complicações.

Ameniza as crises de enxaqueca: Estudos comprovaram que a riboflavina é capaz de aliviar as crises de enxaqueca independente do agente causador. A explicação mais provável é que esse alívio ocorra devido a sua capacidade de transformar os macronutrientes em energia para as células cerebrais.

Ou seja: Se você sofre muito com este problema, talvez a solução seja mais simples do que você pensa!

Deixa a pele mais bonita: Isso mesmo, a riboflavina beneficia até a sua pele! Graças às suas propriedades antioxidantes e reparadoras, a vitamina promove uma melhora do aspecto das rugas e a prevenção do envelhecimento cutâneo precoce.

Para quem é indicado?

Quando falamos em indicação de riboflavina por via alimentar, podemos dizer que qualquer pessoa, de qualquer faixa etária deve consumir a vitamina através de uma alimentação saudável, afinal ela é indispensável para a nossa saúde.

Já os suplementos de riboflavina são indicados para pessoas que apresentam deficiência desta vitamina no organismo seja por problemas de absorção, má alimentação, uso excessivo de álcool ou drogas, indivíduos com problemas renais, hepáticos ou qualquer outro problema de saúde que impacte diretamente a absorção desta vitamina.

Em todos os casos de suplementação, a indicação deve partir de um médico ou nutricionista após a realização de uma avaliação criteriosa e exames que comprovem a deficiência da vitamina.

Qual é a indicação?

A indicação diária de riboflavina dependerá basicamente do gênero e idade do indivíduo.

Veja a seguir:

  • Crianças de 1 a 3 anos                  0,5 mg
  • Crianças de 4 a 8 anos                  0,6 mg
  • Crianças de 9 a 13 anos                0,9 mg
  • Adolescentes  de 14 a 18 anos      1,0 mg
  • Homens de 14 anos ou mais          1,3 mg
  • Mulheres de 19 anos ou mais        1,1 mg
  • Mulheres grávidas                          1,4 mg
  • Mulheres que amamentam             1,6 mg

Onde encontra?

riboflavina

As principais fontes de riboflavina são:

  • Leguminosas (feijão, lentilha, ervilha…)
  • Vísceras (principalmente fígado)
  • Ovos
  • Nozes
  • Leite e derivados
  • Carne vermelha

Sinais de deficiência

Em casos de deficiência de Riboflavina, alguns sintomas característicos podem surgir, como por exemplo:

  • Problemas de visão
  • Queda de cabelo
  • Unhas fracas e quebradiças
  • Inflamação na língua
  • Insônia
  • Problemas de pele (coceira, feridas, descamação e coloração avermelhada)
  • Inchaço

Contraindicações e Efeitos Colaterais

A riboflavina é bastante segura, mesmo em forma de suplemento, portanto, não possui contraindicações. Entretanto, por precaução, indicamos que idosos, mulheres grávidas ou crianças consultem seu médico antes de ingerir o suplemento.

Quanto aos efeitos colaterais, é bastante incomum que aconteçam, pois a vitamina B2 trata-se de uma vitamina hidrossolúvel, ou seja: Elimina os excessos ao invés de armazená-los no corpo, o que minimiza as chances de toxicidade.

Como usar a Riboflavina?

O uso do suplemento bem como a forma de administração do produto deve ser feito apenas com indicação do médico ou nutricionista, pois não é possível indicar uma quantidade que consiga suprir as necessidades de todas as pessoas.

Portanto, caso deseje utilizar a riboflavina, consulte com um profissional de saúde habilitado e descubra qual a indicação específica para você!

Fonte:

Scielo 1

Scielo 2

Publicado em Deixe um comentário

Pantotenato– Vitamina B5: Descubra como essa vitamina pode ajudar sua saúde!

Tempo de Leitura: 5 minutos

Todas as vitaminas que o ser humano necessita, desempenham funções extremamente importantes para o bom funcionamento do organismo e manutenção da saúde. As vitaminas do complexo B, por exemplo, desempenham uma função fundamental para nossa sobrevivência: ajudam o corpo a digerir todos os alimentos que comemos e transformam em energia para que consigamos executar nossas funções. Uma das vitaminas deste complexo, o  Pantotenato ou pantotenato de cálcio, além de estar envolvida neste processo, também exerce funções muito importantes em nosso organismo e proporciona diversos benefícios à nossa saúde!

Se você nunca ouviu falar do pantotenato, acredite: Você se surpreenderá com esta incrível vitamina! Não deixe de ler este artigo na íntegra e descobrir tudo a respeito do pantotenato!

O que é pantotenato?

O pantotenato cálcio é popularmente conhecido como Vitamina B5, e trata-se de uma vitamina hidrossolúvel, integrante fundamental do complexo B. Por ser hidrossolúvel, esta vitamina é capaz de ser absorvida com grande facilidade pelas células e assim, ser distribuída por todos os tecidos, inclusive em nossos órgãos vitais.

Entretanto, embora a vitamina B5 seja distribuída em nosso corpo com grande facilidade, não é possível estocá-la em nosso corpo, como ocorre com as vitaminas lipossolúveis, e por este motivo, devemos consumi-la diariamente a fim de evitar uma possível deficiência e claro, os efeitos negativos que a falta desta vitamina causa.

Para que serve o pantotenato?

Como mencionado anteriormente, a vitamina B5 converte os carboidratos, lipídeos e proteínas em energia para nosso corpo, mas esta não é a única função desta vitamina!

Veja mais algumas utilidades do pantotenato:

  • Está envolvido na produção das hemácias (células responsáveis pelo transporte de oxigênio para os tecidos do corpo)
  • Atua como um agente protetor do nosso sistema digestivo
  • Promove o controle da liberação dos hormônios produzidos em nossas glândulas suprarrenais
  • Participa do processo de síntese de colesterol
  • Está envolvido na produção de um neurotransmissor conhecido como acetilcolina, responsável pela nossa contração muscular

Por ter uma ação tão ampla em nosso organismo, a vitamina B5 é considerada uma das mais importantes vitaminas do complexo B, e por esta razão, quando há uma deficiência deste micronutriente, todo o corpo acaba sendo atingido.

Mais uma razão para evitar consumir uma quantidade inferior à recomendação diária de pantotenato, não é?

Quais são os benefícios do pantotenato?

Se tem uma lista que é grande, essa lista é a de benefícios do pantotenato. Como o seu potencial de ação abrange praticamente todo o corpo, os benefícios desta vitamina são percebidos em diferentes áreas, veja a seguir:

Fortalecimento do sistema imunológico: A vitamina B5 é comprovadamente uma vitamina que favorece o fortalecimento do nosso sistema imunológico, fazendo com que nosso corpo se torne menos suscetível a contrair infecções e doenças. Portanto, consuma diariamente os alimentos ricos em pantotenato (citaremos os principais mais adiante).

Deixa o coração mais saudável: Quem não deseja estar com o coração saudável e longe das doenças cardiovasculares, não é? Pois bem, consumir a vitamina B5 em sua quantidade indicada te ajuda a conseguir isso! O pantotenato ajuda a reduzir os níveis de LDL (colesterol conhecido como “ruim”) e segundo algumas pesquisas, aumenta os níveis de HDL (colesterol “bom”), o que é extremamente benéfico para a saúde do coração.

Além disso, a administração de vitamina B5 também reduz os níveis de triglicerídeos. Entretanto, converse com seu médico antes de iniciar o tratamento, certo?

Reduz o estresse: Através da capacidade de regular os hormônios relacionados à depressão, estresse e ansiedade, o pantotenato ajuda a manter a calma e serenidade.

Melhora a sensação de fadiga: A vitamina B5 também tem um papel bastante importante na redução do cansaço e fadiga, além de melhorar a resistência física, principalmente para indivíduos que praticam atividade física regularmente e acabam sofrendo com estes sintomas.

Deixa a pele mais bonita: Pele bonita, viçosa e saudável é um dos principais objetivos da maioria das mulheres, e a boa notícia é que o pantotenato pode te ajudar com isso! O consumo de pantotenato ajuda a manter a aparência jovial da pele, além de adiar o surgimento de manchas e linhas de expressão.

Promove uma melhor cicatrização: A vitamina B5 parece auxiliar o corpo a cicatrizar feridas e diminuir o tempo de recuperação após a realização de procedimentos cirúrgicos. Além disso, combinando o pantotenato com a vitamina C ocorre uma maior produção de colágeno o que também acelera a cicatrização.

Mantém o cabelo saudável: Sabe aquela história de a vitamina B5 impactar positivamente várias partes do nosso corpo? Pois é, o cabelo também se beneficia com uma quantidade adequada de pantotenato. A vitamina evita o excesso de queda de cabelo e a aparência ressecada dos fios. Além disso, a vitamina B5 promove um crescimento saudável ao cabelo.

Quais alimentos são ricos em Vitamina B5?

pantotenato

Felizmente, são vários os alimentos ricos em vitamina B5, o que torna muito mais fácil atingir a recomendação diária deste micronutriente. Conheça os principais:

  • Ovos
  • Queijo
  • Milho
  • Ovos
  • Feijão
  • Lentilha
  • Batata doce
  • Salmão
  • Brócolis
  • Fígado
  • Amendoim
  • Avelã
  • Arroz
  • Gérmen de Trigo

Como você pode ver, existem opções que agradam todos os gostos, além de serem alimentos que já fazem parte da alimentação da maioria dos brasileiros, sendo fácil e barato de adquiri-los. Não tem desculpa para não consumir esses itens diariamente, não é?

O que ocorre com a falta de vitamina B5 no organismo?

Quando há deficiência de pantotenato em nosso corpo, alguns sintomas característicos costumam aparecer, como por exemplo:

  • Ganho de peso repentino
  • Aumento dos níveis de colesterol
  • Cansaço constante e falta de disposição para realizar qualquer tarefa
  • Insônia
  • Vômitos
  • Fraqueza

O que ocorre com o excesso de vitamina B5 no corpo?

Por ser uma vitamina hidrossolúvel, é bem difícil que ocorra um excesso de vitamina B5 no organismo e consequentemente haja um efeito tóxico para o corpo.

Entretanto, indivíduos que consomem quantidades muito altas (geralmente através de suplementos) podem apresentar episódios de diarreia e dor ou desconforto na região abdominal.

Resumindo, se você consome o pantotenato apenas nos alimentos ou suplementa conforme a orientação do seu médico ou nutricionista, não há motivo para se preocupar.

Qual é a indicação de Vitamina B5?

Como sabemos, cada vitamina e mineral apresentam uma indicação de consumo, para que assim consigamos consumir a quantidade que necessitamos. Com a vitamina B5 não é diferente. A indicação para esta vitamina aumenta gradativamente, conforme a idade dos indivíduos avança, veja a seguir:

  • Crianças de 0 a 6 meses 1,7 mg
  • Crianças de 7 a 12 meses 1,8 mg
  • Crianças de 1 a 3 anos 2 mg
  • Crianças de 4 a 8 anos 3 mg
  • Crianças de 9 a 13 anos 4 mg
  • Acima de 14 anos  5 mg
  • Mulheres grávidas  6 mg
  • Mulheres que amamentam 7 mg

Como adquirir a vitamina B5?

A vitamina B5 pode ser facilmente encontrada em forma de cápsulas nas farmácias de manipulação ou tradicionais, além de ser comercializado também em lojas de suplementos e produtos naturais.

Entretanto, lembramos que embora o pantotenato não ofereça riscos à saúde é fundamental que você consulte seu médico ou nutricionista antes de iniciar o consumo do suplemento.

Fonte: Naruta E, Buko V. 

 University of Maryland

Publicado em Deixe um comentário

Ácido Málico: Saiba como ele pode melhorar sua saúde e qualidade de vida!

Tempo de Leitura: 5 minutos

Como todos sabem, alimentos naturais são ricos em fibras, minerais e vitaminas que proporcionam diversos benefícios à saúde de modo geral. Entretanto, além dos já conhecidos micronutrientes, eles podem conter substâncias naturais com propriedades fantásticas, sendo capazes de promover efeitos terapêuticos e até estéticos! Este é o caso do ácido málico!

Você provavelmente deve estar se perguntando “Mas o que é isso?”, mas não se preocupe você não é o único! Infelizmente, a maioria das pessoas desconhece a existência desta substância e seus incríveis benefícios, mas a partir de agora você irá descobrir tudo a respeito do ácido málico! Leia este artigo na íntegra e impressione-se!

O que é?

ácido laico

Vamos à pergunta que não quer calar: “O que é esse tal de ácido málico?” Bem, trata-se de uma substância totalmente natural, presente em frutas e vegetais, principalmente em maçãs, que apresentam a maior quantidade desta substância.

Ele pode ser considerado um composto orgânico de consumo indispensável, visto que está relacionado com o fortalecimento da imunidade, excreção de metais pesados que podem estar acumulados no organismo, promoção da saúde bucal e claro, promover resultados consideráveis na melhora do aspecto da pele.

Nosso corpo também produz ácido málico, mas devido aos seus inúmeros benefícios e efeitos colaterais praticamente nulos, sem dúvidas é uma substância que podemos pensar em consumir à vontade!

Para que serve o ácido málico?

O ácido málico apresenta um efeito muito positivo em nosso metabolismo de forma geral. Entretanto, algumas de suas principais funções são:

  • Produção de Energia: Nosso corpo trabalha de forma minuciosa para conseguir transformar os macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídeos) em energia. Entretanto, para que este processo ocorra da forma esperada, também são necessárias as enzimas, vitaminas e agentes químicos (como o ácido málico) para que o fornecimento de energia se mantenha durante o dia.
  • Aumento do desempenho muscular e esportivo: Se você pratica alguma atividade física já deve ter experimentado a sensação de fadiga e cansaço extremos durante ou após os exercícios. Bem, o ácido málico ajuda a combater a sensação de cansaço e fadiga no período pós-exercício, melhorando o seu desempenho esportivo.
  • Produção de saliva: A maior produção de saliva é uma das formas mais efetivas e naturais para evitar a proliferação de bactérias prejudiciais na boca, e ela ocorre com o estímulo do ácido málico. Por este motivo, o ácido é muito utilizado em produtos para higiene bucal.

Quais são os benefícios do ácido málico?

Você provavelmente já ouviu aquela história que “comer uma maçã por dia melhora a sua saúde e proporciona muitos benefícios”, certo? Bem, a maioria destes benefícios pode ser atribuída ao ácido málico. A lista de benefícios não é pequena, então prepare-se para se surpreender com a lista a seguir:

Melhora da saúde do coração: Em um mundo onde as pessoas são cada vez mais acometidas por problemas cardíacos é sempre uma excelente notícia saber que existe uma substância natural capaz de proteger a saúde cardiovascular.

O ácido málico apresenta uma ação anti-inflamatória e antioxidante que beneficiam o coração e são extremamente úteis no tratamento de condições clínicas que reduzem a quantidade de sangue que chega o coração (como por exemplo, a chamada isquemia do miocárdio).

Deixa a pele mais bonita: Este benefício geralmente mexe com a cabeça das mulheres, por serem o público que mais se preocupa com a saúde e boa aparência da pele. O ácido málico promove uma maior produção de colágeno, minimiza os efeitos nocivos dos raios solares na pele e melhora significativamente a aparência de melasmas.

Quando o ácido é usado de forma tópica, ou seja, diretamente na pele, ocorre a redução de sinais característicos de idade, remoção de algumas rugas e claro, a pele apresenta aspecto de saúde. Não é a toa que essa substância já é muito utilizada pela indústria estética!

Reduz a dor: O consumo deste ácido ajuda a reduzir as dores, principalmente as musculares. Através de um estudo com indivíduos portadores de fibromialgia foi possível comprovar a eficácia do ácido málico para esta finalidade.

Os voluntários receberam o ácido málico juntamente com magnésio e o alívio das dores pôde ser percebido em apenas 2 dias após o início do consumo! Além disso, este público também parece conseguir realizar atividades físicas com maior facilidade quando estão utilizando o ácido com frequência, o que é bastante difícil para pessoas nestas condições.

Realça o sabor dos alimentos: Este ácido costuma ser uma opção natural para realçar o sabor de alimentos, principalmente de bebidas adocicadas artificialmente, visto que apresenta uma doçura natural.

Além destes benefícios, este ácido também ajuda no emagrecimento, melhora a saúde gastrointestinal, melhora a saúde do fígado e auxilia o tratamento para gota. Ou seja: Benefícios é o que não faltam para quem consome ácido málico!

Como consumir?

ácido málico

O consumo desta incrível substância pode ser de 3 formas:

  1. Através das frutas: Como já mencionamos no início do texto, a maçã é a fruta que mais contém ácido málico em sua composição, mas ela não é a única! Também possuem o ácido: Laranja, morango, manga, uva, banana, cereja, lichia e nectarinas. Portanto, inclua frutas na sua alimentação diária! Uma boa dica para consumir uma quantidade adequada de frutas é comer de 3 a 5 porções variadas ao dia, conforme orientação da OMS. Sua saúde agradece!
  2. Através de legumes: Os legumes com a quantidade mais considerável do ácido são: Ervilha, feijão, batata, cenoura e brócolis. Não deixe de adicioná-los no seu prato!
  3. Através da suplementação: O suplemento de ácido málico existe e é comercializado geralmente em forma de cápsulas, o que facilita muito o seu consumo e é de grande validade, principalmente para os portadores de fibromialgia.

Qual é a indicação de consumo do ácido málico?

A indicação de consumo abrangendo concentração da substância e frequência de uso é bastante pessoal e dependerá da avaliação e indicação do seu médico ou nutricionista. A finalidade do uso também deve ser avaliada, afinal, indivíduos que necessitam utilizar o ácido málico como agente terapêutico provavelmente não consumirá a mesma quantidade que pessoas que buscam o ácido para outras finalidades.

Portanto, na dúvida, siga sempre as orientações de profissionais de saúde qualificados!

Possui efeitos colaterais?

Como sabemos, a suplementação feita de forma irresponsável e sem acompanhamento geralmente pode causar complicações de saúde. Entretanto, este não é o caso do ácido málico. Ainda que o consumo do ácido seja feito de forma exagerada, não existem relatos de efeitos colaterais graves.

Algumas pessoas relataram apenas alguns sintomas de origem gastrointestinal como dores na região abdominal, diarreia e náuseas, mas somente após ingerir grandes quantidades do suplemento. Uma dica bastante útil para evitar qualquer tipo de sintoma após consumir o produto é ingerir a cápsula juntamente com um copo de água e procurar manter a hidratação ao longo do dia, consumindo em torno de 2 litros de água.

Ainda que seja um produto seguro, não é recomendado que pessoas idosas, crianças, gestantes, mulheres em período de amamentação, indivíduos que fazem uso de medicações controladas ou pessoas portadoras de doenças graves utilizem o suplemento de ácido málico sem prescrição médica, por precaução.

Não há efeitos colaterais do ácido málico através do consumo dos alimentos fonte, portanto consuma-os sem receio!