Publicado em Deixe um comentário

Metionina: Conheça para que serve, todos seus benefícios, e os alimentos que você pode encontrá-la!

Tempo de Leitura: 5 minutos

metionina

Os aminoácidos são fundamentais para nossa saúde, visto que compõem as proteínas do nosso corpo. Geralmente, cada aminoácido exerce um papel diferente, embora sejam todos bastante parecidos. Um destes aminoácidos extremamente importantes é a metionina, que embora não seja muito conhecida pelas pessoas, exerce funções muito importantes em nosso corpo.

Se você deseja saber tudo sobre a metionina, precisa ler este artigo até o final! Você irá se surpreender!

O que é Metionina?

metionina

Como mencionado anteriormente, a metionina é um aminoácido que faz parte da classe dos “aminoácidos essenciais”. Mas o que isso significa? Bem, isso significa basicamente que este tipo de aminoácido não é produzido pelo nosso próprio corpo, portanto precisa ser consumido através da alimentação.

Para que serve a Metionina?

A metionina executa diversas funções importantes no nosso organismo, de forma que, manter o consumo adequado deste aminoácido favorece um bom funcionamento de várias atividades endógenas. Suas principais funções são:

  • Auxílio na produção de glutationa: A Glutationa é um poderoso antioxidante (ou seja: combate os radicais livres), e é formado através do enxofre presente na metionina.
  • Processamento de gordura facilitada: A metionina auxilia o fígado a processar lipídeos e minimizar as toxinas que podem estar presentes neste órgão, através da glutationa.
  • Precursor da creatina: Através da metionina, o corpo produz a creatina,um importante composto de aminoácidos fundamental para a musculatura ter energia.

Quais são os benefícios?

O consumo adequado de metionina favorece muito a saúde do indivíduo, proporcionando benefícios incríveis para o corpo. Conheça os principais:

Promove o balanço hormonal: Algumas pessoas apresentam uma concentração de estrogênio superior à concentração de progesterona. Nestes casos, a metionina é capaz de transformar o estradiol (conhecido como causador de câncer) em estriol, uma forma segura de estrogênio.

Ajuda a combater hepatite e cirrose: Este poderoso aminoácido é capaz de proteger e auxiliar o tratamento medicamentoso para doenças do tecido hepático. Entretanto, é fundamental que o tratamento seja conduzido por um médico.

Precursora do colágeno: A metionina auxilia na produção de colágeno, fundamental para boa estrutura da pele, tendões e tecido conjuntivo.

Prevenção de danos por medicações: A administração de metionina costuma ser feita sob orientação médica em casos de consumo exagerado de medicações como paracetamol, visto que o aminoácido apresenta um efeito protetor ao tecido hepático.

Além dos benefícios citados acima, alguns estudos sobre a metionina encontraram efeitos positivos do consumo desse aminoácido em diversos outros casos, veja a seguir:

  • Auxilia pessoas com mal de Parkinson, reduzindo os tremores causados pela doença;
  • Evita sintomas característicos de indivíduos que estão largando vícios como cigarro, álcool ou drogas mais pesadas;
  • Diminui as crises alérgicas;
  • Evita o aparecimento de sintomas pós-exposição à radiação;
  • Mantém a saúde e o bom funcionamento do fígado;
  • Auxilia no tratamento da osteoartrite, graças a sua ação anti-inflamatória;
  • Coadjuvante no tratamento de dores na musculatura;
  • Ajuda no tratamento de infecções urinárias, pois impede que bactérias se proliferem e agravem a doença;
  • Ajuda no tratamento de inflamações, reduzindo a quantidade de histaminas inflamatórias;
  • Auxilia na prevenção da depressão;
  • Previne a ejaculação precoce em homens;
  • Ajuda o corpo no processo de eliminação de vários metais pesados, evitando assim possíveis intoxicações e problemas de saúde.

Quais são os alimentos ricos em Metionina?

metionina

Depois de ler sobre os maravilhosos benefícios da metionina você deve estar curioso para saber como consumir este maravilhoso aminoácido, certo? Bem, como você pode imaginar, a metionina é encontrada em grande quantidade em alimentos que contenham proteínas.

Embora muitas pessoas acreditem que somente proteínas de origem animal são capazes de oferecer boas quantidades do aminoácido, isso não é verdade. Tanto a proteína animal quanto vegetal são capazes de fornecer metionina, sem nenhuma diferença na qualidade. Uma excelente notícia para os vegetarianos, não é?

Conheça os principais alimentos fonte de metionina a seguir:

  • Castanha-do-Pará
  • Manteiga
  • Grão de bico
  • Milho
  • Gergelim
  • Espirulina
  • Algas
  • Nozes
  • Crustáceos
  • Carne de coelho
  • Aveia
  • Semente de Girassol
  • Leite e derivados
  • Peixes
  • Carne bovina
  • Frango
  • Ovos
  • Peru

Como você pode perceber, muitos alimentos presentes na nossa alimentação são ricos neste maravilhoso aminoácido, sendo assim bastante acessível para a população em geral.

Entretanto, uma questão que merece atenção a respeito do consumo de alimentos ricos em metionina é o cozimento. Alimentos submetidos à fervura ou a longos períodos no fogo geralmente “perdem” a maior parte da sua metionina.

Por conta disso, é interessante incluir na sua rotina diária alimentos ricos neste aminoácido que não necessitem passar por nenhum processo de cozimento, como as nozes, castanha-do-pará, gergelim, leite, etc…

Ou seja, além de consumir uma excelente quantidade de metionina de forma totalmente natural, você ainda se beneficia de uma alimentação saudável e balanceada, que promoverá uma melhora na sua saúde de forma geral. Perfeito, não é?

Excesso de Metionina: Solução ou problema?

Após ler sobre todos os benefícios desse nutriente, é muito comum que as pessoas pensem que quanto maior a quantidade deste aminoácido no nosso organismo, mais saudável estará o corpo. Entretanto, este raciocínio não está correto. Este aminoácido, como qualquer outro, é metabolizado em nosso fígado, gerando como produto a homocisteína.

Sabe-se que a homocisteína em excesso no nosso organismo pode ser extremamente prejudicial, pois favorece o surgimento de diversos problemas sérios de saúde, como: Derrame, aterosclerose, problemas cardiovasculares, doenças neurológicas, Parkinson e até mesmo Alzheimer.

Ou seja, fazer uso de metionina isolada, em forma de suplementação, sem apresentar real necessidade pode causar um grande prejuízo à sua saúde. Quando os níveis de metionina estão muito altos por conta do uso de formas isoladas desse aminoácido, alguns sintomas típicos costumam aparecer, como por exemplo:

  • Agitação excessiva
  • Episódios de delírio constantes
  • Endurecimento das paredes das artérias, podendo favorecer sérios problemas cardiovasculares
  • Excesso de acidez no sangue

Por este motivo, sugerimos que você usufrua da metionina através do consumo dos alimentos fonte, e evite suplementar sem orientação médica.

 Suplementos

Por se tratar de um aminoácido extremamente importante para vários processos endógenos e claro, fazer parte da nossa construção muscular, não demorou muito para que os praticantes de musculação passassem a consumir o suplemento de metionina para favorecer o ganho de massa magra.

Entretanto, ainda não existem estudos específicos relacionando a suplementação de metionina ao maior ganho de massa magra. Por este motivo, não é recomendado o uso deste suplemento para aumento da massa magra corporal.

Porém, como mencionado anteriormente, a suplementação com metionina pode ser indicada para tratamentos do fígado, processos de desintoxicação ou até mesmo em casos de problemas de saúde cujo tratamento seja beneficiado por este aminoácido, como a osteoartrite.

Obviamente, a indicação para estas finalidades deve partir sempre do seu médico.

Caso você receba a indicação médica para o consumo desse nutriente, você poderá encontrá-la facilmente.

Existem hoje, diversas lojas de suplemento online que disponibilizam o produto, além de farmácias convencionais ou manipulação. O consumo é bastante facilitado, visto que o produto é comercializado em forma de cápsulas.

Entretanto, esteja atento à concentração do produto, para comprar exatamente a quantia prescrita pelo seu médico, pois existem diversos laboratórios que comercializam o produto, portanto sua concentração pode variar.

Fonte: Ufmg

Publicado em Deixe um comentário

Glutamina: Benefícios, tipos, funções e muito mais!

Tempo de Leitura: 3 minutos

A glutamina é um dos aminoácidos mais presentes e importantes no corpo humano, a qual é encontrada em alta escala no sangue e nos músculos, garantindo um bom sistema imunológico. Está categorizada como um aminoácido não essencial, o que não quer dizer que não seja importante, e sim que é produzida pelo corpo não “precisando” de um consumo para obtê-la.

glutamina

É indicada para ser consumida como suplemento e aditivo alimentar por atletas e praticantes de musculação como um suplemento alimentar dietético nutritivo, como também pessoas carentes deste aminoácido no organismo.

Saiba onde comprar!

Olha gente, depois de muita procura encontramos algumas Glutaminas de diferentes marcas no site Netshoes, vale a pena dar uma olhada.

Quais seus benefícios?

É recomendado que a Glutamina seja consumida juntamente com outro suplemento de grande importância, a creatina, pois há um grande aumento de ambos os benefícios no corpo quando elas se encontram e reagem. Quando juntas eliminam a amônia do corpo, como também aumentam a síntese de proteína, o que é bom para quem deseja resultados musculares. Trazem outros benefícios à saúde como formação de antioxidantes e controle do sistema imunológico.

Outro suplemento que combina com a Glutamina é a Taurina, outro produto energético conhecido pelos atletas e praticantes de esporte. Ambos promovem a hidratação causando aumento das células e outros efeitos positivos no corpo.

glutamina

Outros possíveis benefícios da glutamina são: colaboração na síntese de um dos principais neurotransmissores no cérebro, o GABA, melhorando a função mental; saúde do revestimento do intestino; controla açúcar no sangue; diminui tempo de desgaste muscular e recuperação; diminui catabolismo; aumento da produção do ADH, hormônio de crescimento; desintoxicação de nitrogênio e amônia nos músculos; melhora do humor; entre outros.

Quais os tipos?

Existem basicamente dois tipos da Glutamina quando vendidos de modo suplementar nutritivo, que são o modo livre (L-Glutamina) e Glutamina peptídeo. Segundo informações pesquisadas na Internet, o tipo propício a fins musculares é a glutamina hidrolisada do trigo, a glutamina peptídica, já que a L-Glutamina atua diretamente no intestino não tendo efeitos musculares.

Estudos sobre a Glutamina

Existem estudos que comprovam que exercícios físicos intensos e de longa duração com corridas e outros esportes que exigem muito da pessoa podem diminuir a concentração de Glutamina no sangue em mais de 20%, daí vem importância da reposição alimentar deste suplemento o que vai diminuir o desgaste muscular durante e após treinos.

Alguns discordam que essa taxa de glutamina diminua devido aos exercícios físicos, mas não são contra a essa reposição, além da própria produção do corpo. A maioria dos estudos já concorda e aprova que a glutamina tem efeitos positivos em queimaduras, cirurgias e tudo mais que debilitem o corpo, mas mesmo assim não existem conclusões gerais ou evidências dessas afirmações.

Glutamina_formula_estrutura

Composição molecular da Glutamina.

Outros autores atestam que essas atividades de longa duração estimulam a conversão da glutamina em glicogênio através de uma conversão metabólica. Portanto dietas ricas em carboidratos acompanhadas de muito exercício físico, ainda mais se forem intensos e de muita força, são muito indicadas para quem precisa de energia! Glutamina tem todos seus benefícios, porém se a intensão for apenas repor energia para os exercícios, opte por outro tipo de carboidrato, como uma forma mais econômica.

Informações importantes

Você lê todos esses benefícios e já pensa em adquirir o produto, não? Mas cuidado aí, pois nunca foi comprovado que a Glutamina seja um potencializador muscular como muitos pensam e falam. Seu uso quando realizado do modo errado pode alterar níveis de outras substâncias no seu organismo, como a glicose e absorção de outros aminoácidos. Cuidado também vocês que são diabéticos, pois níveis de insulina e glicose podem ser afetados.

O ideal é se informar com nutricionista ou outro médico de saúde esportiva e exigir algo proporcional à sua necessidade, pois se você deseja massa muscular, outros produtos são focados nisso e bem mais eficazes, já que a reação da glutamina nesse ponto ainda é duvidosa e nunca foi comprovada tecnicamente. Se puder consumir, de acordo com seu médico, informe-se com ele sobre seus horários para consumir e também qual a quantidade de consumo necessária diária antes, durante ou depois dos treinos!

Esse artigo foi útil para você? Conta pra gente nos comentários.

Publicado em 3 comentários

BCAA: Saiba tudo sobre este suplemento e comece a tomar agora mesmo!

Tempo de Leitura: 3 minutos

Um dos suplementos mais bem vistos e aprovados por pessoas que desejam ganhar massa e/ou emagrecer é o composto por BCAA, além de ser extremamente nutritivo e de gerar vários benefícios saudáveis ao corpo.

bcaanovo

Onde encontrar BCAA barato para comprar?

O site da Netshoes oferece o BCAA a ótimos preços! Vale a pena dar uma olhada em seu catálogo e ver este e outros suplementos que possam agradar a você:

netshoes

Sobre o BCAA

BCAA é uma sigla que significa Aminoácidos em Cadeira Ramificada, os quais são a Leucina, Isoleucina e Valina. Dentro os processos do nosso corpo que precisam de tais estão a construção muscular, resistência para treinos intensos, e até mesmo funções neurológicas como o humor.

São aminoácidos essenciais para o corpo, porém não são produzidos internamente, sendo assim devemos consumi-los através da suplementação ou alimentação diária. São importantes nos músculos, pois têm a importante missão de ativar a síntese protéica, o que a criação da musculatura em si. As fontes mais conhecidas e procuradas de BCAA são as carnes no geral e o glorioso suplemento Whey Protein.

São perfeitos para quem malha, pois evita o catabolismo, o qual consiste na queima de proteínas para suprir a necessidade energética, sendo assim o BCAA tem o efeito de retardar esse processo, mantendo firmes as fibras musculares e evitando fadigas.

Outro benefício sobre o BCAA é que o mesmo tem a capacidade de melhorar a tolerância à glicose que muitas pessoas têm, pois além de ajudar na absorção de carboidratos, ajuda a combater e regular a diabete.

Vantagens do BCAA

Confira algumas das vantagens oferecidas pelo glorioso BCAA:

  • Segundo vários estudos, já foi comprovado que o BCAA ajuda a manter o corpo num estado anabólico, em constante construção e reconstrução muscular devido à presença da rica Leucina que prolonga e aumenta essa síntese pós-treino, colaborando facilmente para o aumento da massa muscular.
  • Pesquisas apontam que quem consome mais BCAA diariamente em suas dietas apresentam taxas menores de gordura corporal, logo com pesos menores e com menos chances de se tornarem obesas. Novamente, a Leucina fazendo milagre sendo capaz de aumentar o gasto calórico, melhorando a tolerância à glicose e promovendo maior queima de gordura em exercícios.
  • Leucina de novo! Estudos comprovaram que a leucina também é capaz de aumentar ganho da força física, possibilitando aumento constante dos pesos na academia, já que fortalece a musculatura.
  • O BCAA aumenta a resistência à fadiga muscular durante um treino. Aumentando essa resistência, a pessoa tende a treinar mais e por mais tempo.
  • O BCAA também reduz as dores musculares, famosa ressaca muscular, após os exercícios intensos.

Como tomar BCAA?

Os BCAAs podem ser ingeridos antes, durante e após os treinos, sendo em cápsulas ou em pó. Geralmente, as pessoas preferem as cápsulas por questões de sabor, porém o BCAA em pó possui melhor relação custo-benefício, mesmo tendo sabor não muito agradável.

Quando tomar BCAA?

É excelente para quem deseja perder peso, pois auxilia na sua dieta hipocalórica colaborando para que você emagreça, porém sem perder músculos nem perder massa magra.

BCAA

É também bastante indicado também para quem deseja ganhar massa muscular com facilidade. A maioria dessas pessoas tomam suplementos como Whey Protein, porém devemos estar sempre atentos à percentagem de leucina que tal produto contém, afinal ela é a maior estimuladora do ganho muscular.

Este artigo foi útil para você? Conta pra gente nos comentários!