Publicado em Deixe um comentário

Óleo essencial de hortelã pimenta: Qual composição? Quais são os benefícios? Saiba mais!

Tempo de Leitura: 7 minutos

óleo essencial de hortelã pimenta

Você deve ter percebido que nos últimos anos o interesse por plantas medicinais cresceram consideravelmente no Brasil, embora o tratamento e cura através da medicina natural já ocorressem há muitas décadas, principalmente nas culturas orientais.

Uma das plantas mais conhecidas e utilizadas (principalmente em forma de chá) é a Hortelã Pimenta, uma planta com aroma e sabor mentolado. Mas este artigo não é sobre o chá de hortelã e sim sobre uma forma de apresentação e uso que vem ganhando o coração de quem conhece. Estamos falando sobre o óleo essencial de hortelã pimenta.

Se você deseja conhecer os inúmeros benefícios do óleo essencial de hortelã pimenta não pode deixar de ler este artigo na íntegra. Nós garantimos: você irá se encantar por este óleo!

O que é Óleo Hortelã Pimenta?

Como o próprio nome já sugere o óleo essencial de hortelã pimenta, ou Mentha Piperita, trata-se de um óleo obtido através da destilação em forma de vapor realizado nas folhas da planta e que apresenta um aroma mentolado bastante agradável para a maioria das pessoas.

Na aromaterapia, o óleo essencial de hortelã pimenta é utilizado como um revigorante mental e espiritual, onde promove a sensação de ânimo, alegria e leveza. Graças ao seu efeito animador, este óleo é conhecido como “o óleo da felicidade” e geralmente ajuda os usuários a lidarem com emoções negativas como medo, pessimismo, pesar, etc…

Além dos benefícios emocionais descritos pela aromaterapia, o óleo essencial de hortelã pimenta também beneficia a saúde de diversas formas (como descreveremos mais adiante), o que possibilitou que o óleo se tornasse um grande sucesso entre a população.

Óleo essencial de hortelã pimenta doterra: Qual a composição?

óleo essencial de hortelã pimenta componentes

A composição do produto pode variar um pouco de acordo com a marca, mas geralmente encontramos 5 tipos de ingredientes:

  • Beta Pinenos: Líquido solúvel apenas em álcool, sem cor e com aroma leve de madeira.
  • Alfa Pineno: Trata-se de um composto orgânico presente em algumas plantas, como a hortelã pimenta.
  • Acetato de mentilo: Substância responsável por ajudar a combater mau hálito, problemas na gengiva (como a gengivite), bactérias e até mesmo resfriados.
  • Mentol: Sem dúvidas a principal substância do óleo. O mentol proporciona a sensação de resfriamento que sentimos quando temos contato com o mesmo, o que ocorre devido ao estímulo de receptores de frio por conta da inibição da corrente de cálcio em estruturas neuronais.
  • Mentona: Este composto orgânico está diretamente relacionado com o Mentol, e apresenta um aroma mentolado e claro, o sabor característico de menta.

Leia também a composição do óleo essencial de copaíba!

Quais são os benefícios desse óleo?

Se prepare, pois a lista de benefícios do óleo essencial de hortelã pimenta é grande e muito animadora! Conheça os principais:

Trata diversos tipos de dores: O poder analgésico do óleo essencial de hortelã pimenta é realmente fantástico e pode ser aplicado diretamente na área onde o indivíduo sente a dor, ou então inalado através do uso de difusor, o que é extremamente benéfico para dores de cabeça, sinusite e até mesmo bronquite.

O poder analgésico é alcançado graças ao mentol presente no óleo, descoberta esta descrita em um estudo de 2002.

Fortalece a imunidade: O óleo apresenta propriedades antivirais, antialérgicas e antimicrobianas. Também está descrito na literatura uma melhora nos quadros de tuberculose em indivíduos que utilizaram o óleo como terapia complementar ao tratamento medicamentoso, sugerindo que o produto também pode agir contra bactérias.

Melhora o desempenho esportivo: Este benefício costuma chocar um pouco a primeira vista, afinal, estamos habituados a consumir apenas suplementos alimentares para esta finalidade, mas a verdade é que o óleo essencial de hortelã pimenta também beneficia muito quem pratica atividade física!

Em um estudo realizado com 12 homens, os voluntários consumiram 0,05ml do óleo diluído em 500ml de água durante 10 dias, e foi constatada uma melhora significativa no desempenho atlético dos estudados.

Aumenta a atenção e foco: O óleo essencial de hortelã pimenta promove a sensação de energia, foco, vigor e estado de alerta. Além disso, o óleo também parece atuar de forme positiva sobre a nossa memória, e por estes motivos é muito indicado para portadores de autismo, TDAH e indivíduos com síndrome de Asperger.

óleo essencial de hortelã pimneta

Atua como expectorante: Quem sofre com doenças respiratórias sabe o quão importante é expectorar para que a sensação de obstrução das vias aéreas alivie.

O óleo essencial de hortelã pimenta, por conter o mentol em sua composição, promove a melhora da inflamação dos seios da face desobstruindo e facilitando a passagem de ar na região, melhorando assim os tão desagradáveis sintomas de doenças como sinusite, resfriados, bronquite e congestão.

Melhora o aspecto da pele e cabelo: Se você procurar em seus produtos cosméticos dermatológicos ou capilares provavelmente você encontrará o “Mentol” presente nos ingredientes dos mesmos. Esta substância presente no óleo essencial de hortelã pimenta é um excelente anti-séptico, responsável por promover um tratamento em seu couro cabeludo, o que resulta em cabelos mais brilhosos e com ar saudável.

Quando utilizado diretamente na pele, promove um tratamento profundo de acne e rosácea, além de proporcionar uma gostosa sensação de frescor.

Promove a saúde bucal: Sabe aquela sensação de frescor que experimentamos quando escovamos os dentes com creme dental? Pois bem, isso se deve a presença do mentol em sua composição, portanto, o uso do óleo essencial de hortelã pimenta mostra-se benéfico para manter a saúde bucal em dia, evitando o mau hálito e eliminando germes nocivos da boca.

Além dos benefícios citados, o óleo essencial de hortelã pimenta também apresenta propriedades antiespasmóticas, vasodilatadoras, anti-náuseas e estimulantes! Perfeito, não é?

Como utilizar o óleo essencial de hortelã pimenta?

óleo essencial de hortelã pimenta

As formas de utilizar geralmente variam de acordo com o problema que você deseja resolver com o óleo. Você pode utilizar o produto de forma tópica, através do difusor ou então por ingestão.

Entenda melhor cada indicação:

Uso tópico: O uso de forma tópica é bastante simples: Você só precisa passar algumas gotas do produto na região a ser tratada (geralmente pele e cabelos), evitando o contato com os olhos.

As principais indicações para uso tópico são:

  • Queimaduras
  • Febre
  • Dor muscular
  • Fibromialgia
  • Alergias cutâneas
  • Dores de cabeça (aplicar algumas gotas na região da testa e massagear)

Inalação (uso do difusor): Você deve adicionar algumas gotas no difusor e inalar o vapor liberado no ambiente. Este tipo de uso é indicado em casos de:

  • Desânimo e falta de atenção
  • Problemas de memória
  • Sinusite
  • Bronquite
  • Alergia respiratória
  • Autismo
  • TDAH

Ingestão: Devemos lembrar que o óleo essencial de hortelã pimenta é bem mais concentrado que um chá tradicional da erva, portanto, cerca de 3 gotas diluídas em água tendem a ser suficientes para o consumo.

É de extrema importância que você verifique se o seu óleo apresenta CPTG (Certificado de Pureza testado e garantido). Caso não apresente, você não deve consumi-lo.

As indicações para ingestão do óleo são:

  • Problemas de mau hálito
  • Ressaca
  • Problemas de digestão
  • Gastrite
  • Gengivite
  • Cólicas

Os benefícios do óleo essencial de hortelã pimenta são incríveis e o produto não apresenta efeitos colaterais ou dependência, podendo ser utilizado tranquilamente por pessoas saudáveis.

Entretanto, evite tratar problemas de saúde apenas com o óleo, consulte sempre seu médico para avaliar seu estado de saúde e discutir os tratamentos, ok?

Tags

oleo essencial hortela pimenta
oleo hortela pimenta
oleo essencial hortela pimenta doterra
oleo de hortela pimenta cabelo
oleo hortela pimenta doterra
oleo essencial hortela pimenta laszlo
oleo hortela pimenta cabelo
oleo essencial de pimenta com hortela
oleo de hortela pimenta onde encontrar
como fazer oleo essencial de hortela pimenta
oleo doterra hortela pimenta
oleo essencial hortela pimenta by samia
como usar oleo hortela pimenta
hortela pimenta oleo essencial laszlo
oleo essencial hortela pimenta emocional
oleo hortela pimenta beneficios
beneficios do oleo essencial de hortela pimenta
como usar oleo essencial hortela pimenta
ingerir oleo essencial hortela pimenta
oleo essencial hortela pimenta onde comprar
oleo essencial hortela pimenta phytoterapica
oleo essencial laszlo hortela pimenta
oleo hortela pimenta laszlo
onde comprar oleo hortela pimenta
como fazer oleo de hortela pimenta caseiro
como usar o oleo essencial de hortela pimenta
como usar oleo de hortela pimenta no cabelo
oleo essencial de hortela pimenta beneficios
oleo essencial hortela com pimenta
oleo essencial hortela pimenta wnf
oleo essencial pimenta hortela
oleo hortela pimenta preco
para que serve oleo essencial de hortela pimenta
beneficios do oleo de hortela pimenta
beneficios oleo essencial de hortela pimenta
beneficios oleo hortela pimenta
como usar o oleo de hortela pimenta
oleo de hortela com pimenta
oleo de hortela e pimenta
oleo de hortela pimenta beneficios
oleo de hortela pimenta em capsulas
oleo de hortela pimenta para calvicie
oleo de hortela pimenta para o cabelo
oleo de hortela pimenta para sinusite
oleo de pimenta e hortela
oleo essencial de hortela com pimenta
oleo essencial de hortela e pimenta
oleo essencial de hortela pimenta doterra
oleo essencial de hortela pimenta para dor de cabeca
oleo essencial de hortela pimenta para que serve
oleo essencial de hortela pimenta terra flor
oleo essencial hortela pimenta bioessencia
oleo essencial hortela pimenta cabelo
oleo essencial hortela pimenta comprar
oleo essencial hortela pimenta enxaqueca
oleo essencial hortela pimenta pele
oleo essencial hortela pimenta propriedades
oleo essencial hortela pimenta terra flor
oleo essencial hortela pimenta via aroma
oleo hortela pimenta capsula
oleo hortela pimenta como usar
oleo hortela pimenta cresce cabelo
oleos essenciais de hortela pimenta
onde encontrar oleo de hortela pimenta
para que serve o oleo essencial de hortela pimenta
propriedades oleo essencial hortela pimenta
15 beneficios hortela pimenta oleo essencial
afta oleo essencial hortela pimenta
agua com oleo de hortela pimenta
agua com oleo de hortela pimenta como fazer
agua com oleo essencial hortela pimenta
agua de oleo de hortela pimenta
andre ferraz beneficios do oleo essencialc de hortela pimenta
anti efeito hortela pimenta oleo essencial
anti efeito negativo hortela pimenta oleo essencial
argila branca com oleo essencial de hortela pimenta
artigo cientifico sobre oleo essecial de hortela pimenta
artigo cientifico sobre oleos essenciais hortela pimenta
banhar o cachorro com oleo de hortela pimenta
banho assento com oleo essencial de hortela pimenta
beber hortela pimenta oleo com agua
bebes nao devem utilizar oleos essenciais de hortela pimenta
beneficio oleo essencial hortela pimenta phytoterapica
beneficios do oleo de hortela pimenta do doterra
beneficios do oleo essencial hortela pimenta
beneficios do oleo essencial hortela pimenta v beneficio terapeutico
beneficios do oleo essencial hortelam pimenta
beneficios e maleficios do oleo essencial hortela pimenta
beneficios inalar hortela pimenta oleo essencial
beneficios oleo essencial hortela pimenta
beneficios oleo hortela pimenta lazlo
benificios do oleo de hortela pimenta da doterra
bioessencia oleos essencial hortela pimenta
blend oleos essenciais limao siciliano hortela pimenta e toranja
bolsa de oleo essencial hortela pimenta
by samia cosmeticos oleo hortela pimenta
c quais os beneficios do oleo de hortela pimenta
capsula de oleo de hortela pimenta
capsulas de oleo de hortela pimenta
capsulas oleo hortela pimenta

Publicado em Deixe um comentário

Óleo essencial de limão: Benefícios, composição, utilidades e mais!

Tempo de Leitura: 7 minutos

Não é novidade para ninguém que o limão é um alimento extremamente rico nutricionalmente, cheio de vitaminas e indispensável para saúde, certo? E não é a toa que o limão seja utilizado há décadas para curar e prevenir doenças.

Responsável por deixar a pele mais bonita, promover efeito antioxidante, fortalecer o sistema imunológico, entre outras coisas, o limão é cheio de benefícios.

Mas você já imaginou se fosse possível concentrar em torno de 3 limões em apenas 1 gota? Bem, este recurso já existe! Trata-se do óleo essencial de limão!

Se você busca formas fáceis e efetivas de cuidar da sua saúde de forma fácil e agradável, não pode deixar de ler este artigo na íntegra! Descubra tudo que você precisa saber a respeito do óleo essencial de limão e surpreenda-se!

O que é Óleo Essencial Limão Siciliano?

óleo essencial de limão

O óleo essencial de limão trata-se de um óleo concentrado, obtido através da prensagem da casca da fruta, feita a frio. Mas por que é utilizada somente a casca? Bem, na verdade a maioria dos nutrientes solúveis em óleo e ricos nutricionalmente está presentes na casca da fruta, nutrientes estes que são conhecidos e utilizados há muitos anos, principalmente na medicina ayurvédica.

Na aromaterapia o óleo essencial de limão é utilizado de forma a equilibrar o emocional e promover a alegria, plenitude, concentração e energia.

Geralmente elimina o cansaço mental causado pelo trabalho ou estudo e facilita o processo de aprendizado, proporcionando leveza e felicidade.

A verdade é que graças ao seu grande potencial antioxidante, desintoxicante, fortalecedor emocional e claro, a praticidade de uso e transporte do produto, o óleo essencial de limão é um dos queridinhos do momento e realmente produz resultados fantásticos!

 Qual a composição desse Óleo Limão Siciliano?

Embora a composição do produto varie de acordo com o fabricante, alguns compostos costumam ser bastante comuns, conheça-os a seguir:

  • Alfa Pineno: Composto orgânico oriundo de plantas e algumas frutas. Este composto atua como broncodilatador, anti-séptico e antimicrobiano.
  • Beta Pineno: Solúvel em álcool, este líquido de origem vegetal tem aroma amadeirado e é aparentemente incolor.
  • D-Limoneno: Esta sem dúvidas é a substância que caracteriza o óleo. Apresenta aroma cítrico e um grande poder desengordurante e por isso se encontra presente nos ingredientes da grande maioria dos produtos de limpeza. O D-limoneno também é o maior responsável por conferir ao óleo essencial de limão suas incríveis propriedades medicinais.

Dica: Saiba os benefícios do óleo de copaíba e porque usá-lo!


Óleo Essencial Limão Siciliano benefícios

Os benefícios do óleo essencial de limão são realmente fantásticos, conheça os principais:

Beneficia o sistema gastrointestinal: O óleo essencial de limão beneficia diretamente nosso sistema gastrointestinal, eliminando os sintomas da gastrite, azia e refluxo gastroesofágico graças a maior produção de muco gástrico que o D-limoneno presente no óleo proporciona, segundo estudo. Além disso, este óleo também auxilia pessoas com prisão de ventre a regularizarem o funcionamento do intestino.

Combate o câncer: Isso mesmo que você leu! O D-Limoneno presente no óleo essencial de limão mostrou-se um agente combatente do câncer em diversos estudos!

Ele mostrou-se capaz de atuar como quimiopreventivo por conta da sua capacidade em promover uma desintoxicação carcinogênica, conforme descrito em pesquisa científica.

Além disso, o limoneno também se mostrou eficaz contra o câncer quando administrado de forma tópica, conforme estudo, podendo ser utilizado não só como tratamento complementar como também de forma preventiva.

Atua como anti-inflamatório: O óleo essencial de limão é comprovadamente um recurso eficaz contra inflamações! Este benefício foi descrito em um estudo com ratos, onde animais com colite ulcerativa apresentaram melhora significativa no processo inflamatório, pois o limoneno presente no óleo age protegendo a barreira epitelial e reduzindo ocitocinas.

Ou seja: Sem dúvidas é um recurso natural, seguro e eficaz para combater processos inflamatórios!

Antioxidante poderoso: O óleo essencial de limão se apresenta como um antioxidante eficaz, combatendo radicais livres e reduzindo o impacto da idade e exposição a agentes nocivos no corpo.

Ou seja: ele pode atuar como agente protetor do seu organismo! Em estudo realizado com indivíduos portadores de catarata, o limoneno presente no óleo mostrou-se eficaz em reduzir o estresse oxidativo, possível responsável pelo desenvolvimento do problema.

Beneficia a pele: Uma pele bonita e viçosa é o desejo da maioria das pessoas, e o óleo essencial de limão pode ser seu aliado! Por se tratar de um produto com potencial antioxidante e anti-séptico, ele ajuda a evitar sinais de envelhecimento precoce e trata problemas como rosácea, acne, machucados e feridas. É importante, no entanto, que não haja exposição solar após a aplicação do óleo.

benefícios do óleo essencial de limão

Bactericida e anti-séptico: Este benefício é realmente muito importante, pois graças a esta capacidade de eliminar micro-organismos nocivos é possível nos protegermos e combatermos resfriados, gripes, gengivite e mau hálito com o uso regular do óleo essencial de limão!

Atua como broncodilatador: Este benefício proporciona alívio aos indivíduos que sofrem com doenças respiratórias. O óleo essencial de limão consegue aliviar a congestão das vias aéreas impedindo que o muco se forme e obstrua a região, como em casos de sinusite, bronquite e rinite. Pessoas portadoras de enfisema pulmonar e asma também se beneficiam com o uso do óleo!

Melhora quadros de glicemia: O óleo essencial de limão se mostra eficaz na melhora da resistência à insulina e nos quadros de hiperglicemia. Além disso, também parece reduzir a hiperlipidemia.


Dica:  Leia mais sobre as propriedades e usos do óleo essencial de lavanda!


 Como utilizar?

Você pode utilizar o óleo essencial de limão de forma tópica, por inalação ou ingestão. Conheça as indicações para cada forma a seguir:

Forma tópica: O uso tópico do óleo essencial de limão é indicado para:

  • Tratamento de celulite (geralmente adicionado a algum hidratante)
  • Tratamentos cutâneos como acne, rugas ou rosácea
  • Varizes
  • Estrias
  • Repelente de insetos
  • Retirar gordura da pele
  • Massagens com o objetivo de drenar excesso de líquidos (drenagem linfática)
  • Limpeza e tratamento de cortes ou feridas
  • Hidratação da pele

Após utilizar o produto, evite exposição solar.

Inalação: O óleo pode ser utilizado em forma de inalação, geralmente com o auxílio de um difusor. Este método é bastante agradável e exige que o indivíduo fique no mesmo ambiente que o difusor para que seja possível a inalação das partículas.

As principais indicações são:

  • Sinusite
  • Rinite
  • Bronquite
  • Problemas respiratórios em geral
  • Amenizar crises de tosse
  • Dificuldades para dormir
  • Prevenir ou aliviar sintomas de resfriados e gripes
  • Melhorar a concentração
  • Náuseas
  • Saúde emocional de forma geral

Ingestão: Para utilizar o produto desta forma é fundamental que o óleo da sua escolha tenha CTPG (Certificado de pureza e grau terapêutico), caso contrário, você não deve consumi-lo. Principais indicações:

  • Diurético
  • Mau hálito, gengivite
  • Dores de garganta
  • Fortalecer sistema imunológico
  • Melhorar o funcionamento gastrointestinal
  • Reduzir enjoos
  • Otimizar a digestão

Como você pôde ver, o óleo essencial de limão é um produto extremamente útil para tratar e prevenir diversos problemas de saúde, e o melhor:Sem dependência ou efeitos colaterais adversos.

Entretanto, caso você apresente um problema de saúde, indicamos que você consulte o seu médico para avaliação e discussão do tratamento adequado para você! Não indicamos que você utilize o óleo como fonte única de tratamento de doenças!

O óleo é maravilhoso, mas não exclui a necessidade de uma consulta profissional, ok?

Tags

oleo essencial limao siciliano
oleo limao siciliano
oleo essencial limao siciliano beneficios
oleo doterra limao siciliano
beneficios do oleo de limao siciliano
oleo essencial limao siciliano doterra
oleo essencial limao siciliano para que serve
oleo essencial limao siciliano laszlo
oleo essencial limao siciliano propriedades
oleo essencial limao siciliano wnf
quais os beneficios do oleo essencial de limao siciliano
como fazer oleo essencial de limao siciliano
como usar oleo essencial de limao siciliano
oleo limao siciliano para que serve
propriedades do oleo essencial de limao siciliano
beneficios oleo essencial limao siciliano
como tomar o oleo de limao siciliano
limao siciliano oleo
limao siciliano oleo essencial do terra
limao siciliano oleo essencial via aroma
oleo essencial limao siciliano como usar
oleo essencial limao siciliano do terra
oleo essencial limao siciliano via aroma
oleo limao siciliano do terra
oleos essenciais do terra limao siciliano
oleos essenciais doterra limao siciliano
oleos essenciais limao siciliano
oleos essenciais limao siciliano para que serve
para que serve oleo de limao siciliano
propriedades oleo essencial limao siciliano
acido urico e oleo essencial de limao siciliano
amantikir oleo de limao siciliano
amantikir oleo de limao siciliano para que serve
bemeficis de ingerir agua com.oleo essencal de limao siciliano
beneficios conhecidos do oleo essencial limao siciliano
beneficios do oleo de limao siciliano no parto
beneficios do oleo de limao siciliano para cabelo
beneficios do oleo essencial de limao siciliano doterra
beneficios do oleo limao siciliano doterra
beneficios oleo de limao siciliano
bioessencia oleo essencial de limao siciliano
blend oleos essenciais limao siciliano hortela pimenta e toranja
by samia oleo.de rosa.mosqueta com limao.siciliano
chocolate e limao siciliano oleo aromatico
combinacao oleo essencial limao siciliano
como consumir oleo de limao siciliano essencial puro
como extrair oleo da casca do limao siciliano
como tirar oleo de limao siciliano
como tomar oleo essencial de limao siciliano
comprar oleo de limao siciliano
comprar oleo essencial limao siciliano
comprar.oleo.essencial.limao.siciliano
cromatoghrafia do oleo essencial de limao siciliano
cromatografia do oleo essencial de limao siciliano
dicas do uso do oleo essencial de limao siciliano
do terra oleo limao siciliano
efeitos do oleo essencial de limao siciliano
formas de uso do oleo do limao siciliano
formas de uso do oleo essencial de limao siciliano
frequencia do oleo essencial de limao siciliano
funcao do oleo essencial limao siciliano
funcao do oleo limao siciliano
gargarejo com oleo essencial de limao siciliano para mau halito
historia do oleo limao siciliano
inalacao com oleo de limao siciliano
ingestao oleo essencial limao siciliano
lasloz como tomar oleo essencial de limao siciliano
lemon limao siciliano doterra oleo essencial beneficios
limao siciliano oleo amatikir
limao siciliano oleo amatikir como usar
limao siciliano oleo essencial beneficvios
limao siciliano oleo essencial nome cientifico
limao siciliano oleo essencial para que serve
limao siciliano oleo essencial pra que seerve
limao siciliano oleo essencial propriedades e usos
limao siciliano oleo essencial propriedades e usos wiki
limao siciliano oleo tipos
linha phebo limao siciliano oleo reparador de pontas
marca de oleo essencial limao siciliano para digestao
misturas com os oleos essenciais lavanda hortela e limao siciliano
ncm oleo de limao siciliano 30ml
nome cientifico oleo essencial limao siciliano
nome do oleo essencial de limao siciliano
oleo aromatico chocolate e limao siciliano para que serve
oleo concentrado limao siciliano emagrece
oleo corporal de lavanda e limao siciliano
oleo da casca do limao siciliano
oleo da casca do limao siciliano yotub
oleo de banho de limao siciliano
oleo de banho de limao siciliano peter paiva
oleo de copaiba labanda melaleuca e limao siciliano
oleo de lacanda hortela pimenta e limao siciliano
oleo de limao sicilian para gripe
oleo de limao siciliano baixa febre
oleo de limao siciliano baixa febre de bebe
oleo de limao siciliano beneficios massagem
oleo de limao siciliano como tomar
oleo de limao siciliano contra indicacao
oleo de limao siciliano doterra
oleo de limao siciliano efeitos

Publicado em Deixe um comentário

Vitamina E: Conheça todos os benefícios dessa vitamina e porque inclui-la em suas refeições!

Tempo de Leitura: 7 minutos

Como sabemos, através da alimentação, o ser humano fornece os nutrientes necessários para o funcionamento adequado das nossas funções e claro, mantém nossa saúde em dia. Assim sendo, cada macro e micronutriente desempenha funções específicas em nosso metabolismo, de forma que a deficiência de algum deles geralmente acarreta em problemas de saúde. A Vitamina E, por exemplo, é extremamente importante para o bom funcionamento de diversos processos endógenos, de forma que o seu consumo não deve ser de forma alguma, negligenciado.

Se você deseja saber mais a respeito da Vitamina E, principalmente a respeito dos seus benefícios para a saúde, este artigo é para você! Não deixe de ler até o fim!

O que é e para que serve a Vitamina E?

A vitamina E é um micronutriente essencial para a manutenção da boa saúde.Também conhecida como Tocoferol, essa vitamina encontra-se armazenada no tecido adiposo, diferentemente das demais vitaminas da classe lipossolúvel (A, D e K) que são armazenadas em nosso fígado.

A vitamina E desempenha uma importante função antioxidante no organismo, ou seja: evitam os efeitos nocivos dos radicais livres nas células corporais, protegendo o corpo de danos ao DNA, envelhecimento celular e até mesmo doenças graves como o câncer.

Benefícios da Vitamina E

Embora muitas pessoas desconheçam, a vitamina E oferece diversos benefícios à saúde humana, conheça-os a seguir:

Melhora a saúde da pele: Devido ao seu poderoso efeito antioxidante e cicatrizante, a vitamina E ganhou espaço na estética e virou um dos melhores amigos de uma pele saudável. Ela promove, entre outros benefícios:

  • Hidratação da pele
  • Prevenção do aparecimento de rugas
  • Otimiza a cicatrização da pele
  • Tratamento e prevenção do envelhecimento da pele
  • Formação de fibras de colágeno e consequentemente, melhora da firmeza do tecido cutâneo
  • Redução do impacto negativo do sol na pele
  • Diminuição da sensação de sensibilidade na pele após exposição solar

Atua como anti-inflamatório: Devido ao seu efeito redutor de citocinas (estruturas conhecidas como “marcadores” inflamatórios do organismo). Ou seja: Auxilia na redução de diversos processos inflamatórios.

Promove a saúde neurológica: As funções cognitivas são diretamente beneficiadas pela vitamina E, mantendo-se assim em perfeito estado. Além disso, estudos apontam que o consumo adequado de vitamina E também consegue reduzir os riscos de desenvolvimento de Alzheimer  e até mesmo de Parkinson.

Isso porque os pesquisadores observaram que uma das principais causas para o aparecimento destas doenças é a grande quantidade de radicais livres presentes no tecido nervoso, portanto, o fornecimento de um poderoso antioxidante como a vitamina E beneficiaria o tecido e diminuiria as chances destas doenças desenvolverem-se.

Protege os homens do câncer de próstata: Este é o benefício mais conhecido da vitamina E. Embora ainda sejam necessárias maiores pesquisas para comprovação do seu papel protetor, alguns indícios clínicos mostram que o consumo adequado desta vitamina previne o aparecimento de câncer de próstata e até mesmo a diminuição dos tumores já existentes.

Entretanto, não é recomendado o uso sem orientação médica de suplementos para esta finalidade.

Fortalece o sistema imunológico: Manter o consumo adequado desta vitamina ajuda a fortalecer a imunidade e manter o corpo longe de possíveis infecções por bactérias, vírus ou alérgenos. Em outras palavras, ajuda você a manter-se resistente a diversas doenças!

Protege o coração: A suplementação de vitamina E está associada a uma menor incidência de doenças cardíacas na terceira idade, segundo estudo.

Isso porque problemas de ordem cardíaca parecem estar diretamente relacionados com a grande quantidade de radicais livres neste público, o que a vitamina E consegue combater com eficácia. Além disso, esta vitamina consegue promover a redução e controle do LDL (também conhecido como “colesterol ruim”), e diminuir o risco de aparecimento de obstruções nas artérias.

Mantém ossos e músculos saudáveis: Embora não seja a vitamina essencial para a saúde destas duas estruturas, o consumo adequado de vitamina E também promove efeito benéfico para os ossos e músculos.

Onde posso encontrar Vitamina E?

vitamina E

Para consumir vitamina E é necessário alimentar-se de forma saudável, e claro, consumir os alimentos mais ricos neste micronutriente com frequência. São eles:

  • Abacate
  • Ovo cozido
  • Salmão
  • Oleaginosas como amêndoas, amendoim, avelã e castanhas
  • Semente de girassol
  • Bacalhau
  • Azeitona

Além destes alimentos fonte de vitamina E, também é possível consumir a vitamina através de suplementos de vitamina E, obviamente com indicação médica.

❱❱ Leia também: Vitamina B6!

Sintomas da deficiência de Vitamina D

Assim como a maioria das deficiências nutricionais, o déficit de Vitamina E também ocasiona alguns sintomas característicos de carência. Os principais são:

  • Câimbras e dificuldade para caminhar
  • Crescimento lento em crianças
  • Queda e opacidade dos cabelos
  • Problemas neurológicos
  • Manchas na pele
  • Fraqueza muscular
  • Desenvolvimento mental e físico abaixo do normal em crianças
  • Anemia hemolítica (tipo de anemia que causa a destruição das hemácias antes do tempo normal, que costuma ser de 120 dias)
  • Perda da coordenação

A deficiência de vitamina E é mais comum em crianças, entretanto, pode ocorrer em adultos que não se alimentam de forma saudável e com alimentos ricos neste micronutriente. Também são alvos dessa deficiência as pessoas que apresentam algum problema absortivo, distúrbios na vesícula e/ou fígado, fibrose cística ou pancreatite.

É importante que, caso o indivíduo apresente um destes problemas, a quantidade de vitamina E no organismo seja monitorada pelo médico e se necessário, suplementada.

Vitamina E em cápsulas

Como mencionado anteriormente, é possível consumir a vitamina E através da suplementação em cápsulas, que é feita diariamente. O produto é facilmente encontrado em lojas de produtos naturais, farmácias e lojas de suplementos alimentares.

Entretanto, reiteramos que esta suplementação só deve ser feita com indicação do seu médico, pois o excesso desta vitamina pode ocasionar graves problemas como aumento das chances de desenvolvimento de câncer de próstata, sangramentos cerebrais e até mesmo anomalias na formação de bebês.

Clique aqui para comprar a sua com seus melhores preços!

Esta vitamina ajuda a engravidar?

vitamina E

A resposta é sim! Estudos apontam que o consumo da recomendação diária de vitamina E favorece a gravidez! Isso porque esta vitamina promove o funcionamento saudável do aparelho reprodutor da mulher e do sistema hormonal.

Além disso, os homens também se beneficiam do consumo adequado de vitamina E, melhora a saúde dos espermatozoides e promove melhor mobilidade, o que também acaba favorecendo a concepção. Ou seja: Se você deseja engravidar logo, mantenha os seus níveis de vitamina E (e do seu parceiro também!) em dia.

Vitamina E engorda?

Esta é a preocupação de muitas pessoas, entretanto, nós garantimos: A vitamina E não engorda! Pode haver um aumento de peso caso você consuma os alimentos ricos neste micronutriente de forma EXAGERADA, porém, a vitamina em si não tem o poder de aumentar o peso.

Quando se deve suplementar vitamina E?

A suplementação de qualquer vitamina ou mineral deve ser feita apenas quando existe a real necessidade de introduzir o produto. No caso da vitamina E, ela deve ser suplementada em casos de deficiência da vitamina ou caso o indivíduo seja portador de alguma doença que prejudique a absorção da vitamina (ou de gorduras, visto que por ser lipossolúvel, a vitamina E necessita de gordura para ser absorvida corretamente).

A indicação da quantidade adequada para você dependerá exclusivamente da avaliação do seu médico ou nutricionista, de forma que você deve consumi-la apenas com orientação profissional.

Fonte:

Radicais livres e os principais antioxidantes da dieta 

Tags

vitamina e
vitamina e para que serve
vitamina para cabelo e unha
para que serve a vitamina e
para que serve vitamina e
vitamina e alimentos
vitamin e
alimentos com vitamina e
alimentos ricos em vitamina e
beneficios da vitamina e
licopeno colageno e vitamina c
vitamina e beneficios
vitamina e para pele
vitamina para unha e cabelo
vitamina cabelo e unha
vitaminas e minerais
calcio e vitamina d
vitamina e preco
vitamina para dar energia e disposicao
vitaminas e sais minerais
vitaminas hidrossoluveis e lipossoluveis
fontes de vitamina e
qual a melhor vitamina para cansaco fisico e mental
vitamina d e covid
vitamina para cansaco fisico e mental
vitamina para engordar e ganhar massa muscular
vitamina para memoria e concentracao
vitaminas para o cabelo crescer rapido e forte
lavitan vitaminas cabelos e unhas
sol e vitamina d
vitamina d3 e k2
vitamina e para o cabelo
vitamina para unhas fracas e queda de cabelo
vitaminas para ganhar massa muscular nas pernas e gluteos
acido hialuronico e vitamina c
vitamina cabelo unha e pele
vitamina de banana e maca
vitamina e 400mg
vitamina e capsulas
vitamina para abrir o apetite e engordar infantil
vitamina para cabelo e unha crescer
vitamina para cabelo unha e pele
alimentos que contem vitamina e
e vitaminas
onde encontrar vitamina e
qual as frutas e verduras que tem vitamina d
vitamina b6 e b12
vitamina c pele antes e depois
vitamina e 400ui
vitamina e para o rosto
vitamina e para que serve no cabelo
vitamina e serve para que
vitamina para dar energia e disposicao feminina
vitaminas e suas funcoes
vitaminas lipossoluveis e hidrossoluveis
vitaminas para cansaco fisico e mental que nao engorda
acido hialuronico retinol e vitamina c manipulado
capsulas de vitamina e
capsula de vitamina e
capsulas acido hialuronico colageno e vitamina c
falta de vitamina e
funcao da vitamina e
omega 3 com vitamina e
vitamina e beneficios
vitamina e engorda
vitamina e onde encontrar
vitamina para abrir o apetite e engordar
vitamina para pele e cabelo
vitamina unha e cabelo
alimentos rico em vitamina e
alimentos ricos em vitaminas e
colageno e vitamina c
excesso de vitamina e
licopeno com vitamina e
licopeno vitamina c vitamina e
licopeno vitamina e
o que e vitamina d
o que e vitamina e
quais os beneficios da vitamina e
qual a melhor vitamina para cabelo unha e pele
vitamina e 400
vitamina e como tomar
vitamina e dose diaria ui
vitamina e funcao
vitamina e liquida
vitamina e pdf
vitamina e pele
vitamina k2 e d3
vitamina para cabelo pele e unha
vitamina para crescer cabelo e unha
vitamina para dar animo e disposicao
vitamina para queda de cabelo e unhas fracas
zinco e vitamina c
alimentos que tem vitamina e
colageno hidrolisado com licopeno e vitamina c
creme com acido hialuronico e vitamina c
calcio e vitamina d
frutas com vitamina e
frutas e suas vitaminas
melhor vitamina para cabelo e unha

Publicado em Deixe um comentário

Riboflavina: Conheça os mistérios desse nutriente e porque é tão indispensável!

Tempo de Leitura: 5 minutos

As vitaminas fazem parte da classe de micronutrientes indispensáveis para manter a saúde em dia, pois se relacionam diretamente com grande parte dos processos metabólicos, imunológicos e neurológicos do nosso corpo. A Riboflavina, ou vitamina B2, faz parte desta lista de micronutrientes essenciais para nosso corpo, pois confere benefícios incríveis ao organismo humano!

Se você deseja saber mais a respeito da Riboflavina este artigo é para você! Leia-o e surpreenda-se com os benefícios desta vitamina!

O que é Riboflavina?

A riboflavina é popularmente conhecida como vitamina B2, e como o próprio nome já sugere, faz parte do complexo B, que executa funções químicas fundamentais e bastante amplas em nosso corpo.

Devido à sua importância e ao fato de se tratar de uma vitamina hidrossolúvel, a riboflavina necessita ser consumida diariamente, pois do contrário é possível que ocorra uma deficiência desta vitamina, favorecendo o aparecimento de sintomas indesejados e até mesmo doenças.


Leia também o texto sobre Vitamina b12..


Para que serve a Riboflavina?

Por fazer parte do complexo B, a riboflavina assim como as demais integrantes deste grupo também atua diretamente nos processos de digestão dos alimentos e extração de energia dos mesmos, ou seja: É fundamental que a oferta de riboflavina e demais vitaminas do complexo B estejam dentro dos níveis ideais para que consigamos obter e utilizar a energia proveniente das refeições.

Além de extrair energia dos alimentos, esta vitamina também é capaz de otimizar e acelerar o nosso metabolismo. Isso mesmo! A teoria mais aceita é que isso ocorre devido à sua capacidade de ligação e quebra das moléculas de gordura para utilização como energia de forma rápida e eficaz.

A riboflavina também é capaz de promover a reparação dos tecidos do corpo, promovendo o seu crescimento. Não é a toa que esta vitamina é muito indicada para crianças com atraso no crescimento e desenvolvimento por conta de uma possível má alimentação ou problemas de origem genética.

Benefícios da Riboflavina

riboflavina

Manter os níveis de riboflavina dentro da indicação diária é benéfico para nossa saúde por diversos motivos. Entenda melhor os benefícios desta vitamina:

Combate as câimbras: Só quem sofre ou já sofreu com este problema sabe o quão incômodo e dolorido ele pode ser. Uma das causas mais comuns para o surgimento das câimbras é a oxigenação ineficiente da musculatura, e é aí que a riboflavina age. Como uma de suas atribuições em nosso corpo é a produção das células que transportam o oxigênio, quando seus níveis estão adequados, a musculatura recebe oxigênio suficiente e as câimbras desaparecem.

Previne a anemia: Além de produzir células responsáveis pelo transporte de oxigênio pelo nosso corpo, a riboflavina também favorece a absorção de ácido fólico e Ferro, o que sem dúvidas contribui para que a anemia não se instale.

Atua como antioxidante: Através do seu efeito antioxidante, ou seja: da sua capacidade em remover os radicais livres do corpo humano, a riboflavina protege o corpo do envelhecimento precoce, do desenvolvimento da obesidade, hipertensão, diabetes, aterosclerose e demais problemas cardíacos.

Promove uma melhor saúde para os olhos: Esta vitamina auxilia as enzimas que garantem a saúde dos olhos a funcionarem corretamente, evitando que os olhos fiquem opacos ou que outros problemas oculares se instalem. Basicamente, a existência e ação destas enzimas tão fundamentais dependem diretamente da quantidade de riboflavina existente no corpo.

Evita problemas de fertilidade: A riboflavina atua também no âmbito hormonal, evitando a infertilidade. De forma geral, nosso fígado utiliza a vitamina para eliminar alguns hormônios que não são necessários, como por exemplo, a progesterona e estrógenos.

Entretanto, caso haja deficiência de riboflavina no organismo, o cérebro acaba entendendo de forma errada a necessidade destes hormônios e inibe a liberação hormonal, causando problemas para engravidar e abortos. Por isso, se você deseja engravidar em breve, invista em alimentos ricos em riboflavina (falaremos mais sobre eles adiante).

Previne doenças neurológicas: Esta vitamina auxilia o processo de formação da estrutura que envolve as fibras nervosas, chamada bainha de mielina. Esta estrutura permite que os neurônios consigam comunicar-se entre si e mantenham-se saudáveis, o que evita problemas neurológicos como Mal de Alzheimer, perda de memória entre outras complicações.

Ameniza as crises de enxaqueca: Estudos comprovaram que a riboflavina é capaz de aliviar as crises de enxaqueca independente do agente causador. A explicação mais provável é que esse alívio ocorra devido a sua capacidade de transformar os macronutrientes em energia para as células cerebrais.

Ou seja: Se você sofre muito com este problema, talvez a solução seja mais simples do que você pensa!

Deixa a pele mais bonita: Isso mesmo, a riboflavina beneficia até a sua pele! Graças às suas propriedades antioxidantes e reparadoras, a vitamina promove uma melhora do aspecto das rugas e a prevenção do envelhecimento cutâneo precoce.

Para quem é indicado?

Quando falamos em indicação de riboflavina por via alimentar, podemos dizer que qualquer pessoa, de qualquer faixa etária deve consumir a vitamina através de uma alimentação saudável, afinal ela é indispensável para a nossa saúde.

Já os suplementos de riboflavina são indicados para pessoas que apresentam deficiência desta vitamina no organismo seja por problemas de absorção, má alimentação, uso excessivo de álcool ou drogas, indivíduos com problemas renais, hepáticos ou qualquer outro problema de saúde que impacte diretamente a absorção desta vitamina.

Em todos os casos de suplementação, a indicação deve partir de um médico ou nutricionista após a realização de uma avaliação criteriosa e exames que comprovem a deficiência da vitamina.

Qual é a indicação?

A indicação diária de riboflavina dependerá basicamente do gênero e idade do indivíduo.

Veja a seguir:

  • Crianças de 1 a 3 anos                  0,5 mg
  • Crianças de 4 a 8 anos                  0,6 mg
  • Crianças de 9 a 13 anos                0,9 mg
  • Adolescentes  de 14 a 18 anos      1,0 mg
  • Homens de 14 anos ou mais          1,3 mg
  • Mulheres de 19 anos ou mais        1,1 mg
  • Mulheres grávidas                          1,4 mg
  • Mulheres que amamentam             1,6 mg

Onde encontra?

riboflavina

As principais fontes de riboflavina são:

  • Leguminosas (feijão, lentilha, ervilha…)
  • Vísceras (principalmente fígado)
  • Ovos
  • Nozes
  • Leite e derivados
  • Carne vermelha

Sinais de deficiência

Em casos de deficiência de Riboflavina, alguns sintomas característicos podem surgir, como por exemplo:

  • Problemas de visão
  • Queda de cabelo
  • Unhas fracas e quebradiças
  • Inflamação na língua
  • Insônia
  • Problemas de pele (coceira, feridas, descamação e coloração avermelhada)
  • Inchaço

Contraindicações e Efeitos Colaterais

A riboflavina é bastante segura, mesmo em forma de suplemento, portanto, não possui contraindicações. Entretanto, por precaução, indicamos que idosos, mulheres grávidas ou crianças consultem seu médico antes de ingerir o suplemento.

Quanto aos efeitos colaterais, é bastante incomum que aconteçam, pois a vitamina B2 trata-se de uma vitamina hidrossolúvel, ou seja: Elimina os excessos ao invés de armazená-los no corpo, o que minimiza as chances de toxicidade.

Como usar a Riboflavina?

O uso do suplemento bem como a forma de administração do produto deve ser feito apenas com indicação do médico ou nutricionista, pois não é possível indicar uma quantidade que consiga suprir as necessidades de todas as pessoas.

Portanto, caso deseje utilizar a riboflavina, consulte com um profissional de saúde habilitado e descubra qual a indicação específica para você!

Fonte:

Scielo 1

Scielo 2

Publicado em Deixe um comentário

Imunidade baixa: Causas, sintomas, tratamentos, alimentos essenciais e mais..

Tempo de Leitura: 5 minutos

Em algum momento da sua vida, você já deve ter se infectado com algum tipo de vírus, bactéria ou até mesmo sofrido com a exposição a algum agente alérgeno. Estas são condições totalmente normais para os seres humanos, pois nos encontramos constantemente em exposição a estes microorganismos. Entretanto, infecções recorrentes acabam sinalizando que nosso sistema de proteção pode não estar funcionando corretamente, ou seja: Podemos estar com a imunidade baixa.

Para entender melhor o que este problema significa, como identificá-lo e principalmente, como curá-lo, leia este artigo na íntegra e descubra tudo que você precisa saber a respeito da imunidade baixa!

O que significa estar com imunidade baixa?

Quando um indivíduo recebe o diagnóstico de imunidade baixa, significa basicamente que seu sistema imunológico se encontra enfraquecido e sem condições de combater com eficácia a ação dos agentes infecciosos, o que acaba deixando o corpo suscetível a diversas doenças, e claro, impactando diretamente a saúde e a qualidade de vida das pessoas.

Esta condição clínica pode ser facilmente ilustrada através de um exemplo típico: Quando duas pessoas são expostas a um mesmo vírus, bactéria ou até mesmo condições climáticas extremas, e apenas uma delas acaba ficando doente.

Enquanto que a pessoa que está com a imunidade funcionando corretamente não apresenta nenhum problema de saúde, o indivíduo com imunidade baixa acaba adoecendo.

Quais são as causas?

imunidade baixa

A imunidade baixa é uma condição de saúde que pode apresentar várias causas, por este motivo, é importante que se descubra o mais rápido possível o que está enfraquecendo o sistema imune para que assim, o tratamento adequado seja realizado. Conheça as principais causas:

Imunodeficiência congênita: A imunodeficiência congênita é causada por mutações em determinadas células de defesa do corpo. Neste caso, o indivíduo começa a apresentar os sinais de imunidade baixa ainda na infância, sendo caracterizada por quadros infecciosos recorrentes e por períodos mais longos que o normal.

Geralmente, os agentes infecciosos costumam apresentar grande resistência aos fármacos utilizados para os tratamentos, o que aumenta ainda mais o período de exposição à doença. Doenças que afetam o trato respiratório são frequentes nestes indivíduos, podendo ser de caráter leve ou extremamente grave, sendo necessária até mesmo internação hospitalar.

HIV: O HIV, ou Vírus da Imunodeficiência Humana, afeta diretamente a imunidade do ser humano, assim como o próprio nome do vírus já sugere.

A partir do momento em que o indivíduo se infecta com o vírus, ele compromete diretamente os linfócitos, que são as células de defesa extremamente importantes do nosso organismo, fazendo com que nosso sistema imune seja prejudicado, e assim, haja a imunidade baixa.

Gripes, resfriados, dores de garganta e cansaço frequentes são os principais sintomas de infecção, e devem ser investigados rapidamente, pois geralmente esta é a forma mais comum de diagnosticar a doença. Infelizmente ainda não é possível curar-se do vírus, mas existem tratamentos de controle.

Má alimentação: Nossa imunidade, assim como todos os processos metabólicos e fisiológicos do corpo dependem e reagem à nossa alimentação, de forma que diversas doenças e problemas de saúde podem ser causados e evitados através dela.

Em outras palavras, para que sua imunidade seja forte e efetiva, ela necessita de minerais e vitaminas essenciais para manter-se saudável. Por isso, é fundamental que a alimentação diária contenha frutas, verduras, legumes, proteínas e carboidratos integrais, pois são os alimentos ricos nestes micronutrientes.

Doenças genéticas: Pessoas portadoras de doenças genéticas como Síndrome de Down e Doença de Turner apresentam a imunidade baixa como uma de suas características, sendo necessário o cuidado redobrado com este público.

Anemia falciforme: A anemia falciforme é uma desordem genética que modifica a estrutura natural dos glóbulos vermelhos, fazendo com que apresentem a aparência de uma foice.

Trata-se de uma doença de caráter hereditário e com maior prevalência na população negra. Naturalmente, estes indivíduos apresentam imunidade baixa, sendo necessário o tratamento com penicilina durante os 5 primeiros anos de vida para evitar possíveis infecções.

Quais são os principais sintomas de quem tem baixa imunidade?

imunidade baixa

Os principais sinais de que a sua imunidade está baixa são:

  • Cansaço constante
  • Frequência de infecções (resfriados, gripes, inflamações na garganta, herpes…)
  • Infecções relativamente simples que evoluem para problemas mais graves
  • Calafrios
  • Febre
  • Diarreia
  • Vômitos
  • Demora a se curar/reabilitar de infecções
  • Aftas recorrentes

Quais são os tratamentos recomendados?

O tratamento adequado para a imunidade baixa depende basicamente da origem do problema. Indivíduos que apresentam baixa imunidade como consequência de outras doenças como anemia falciforme e HIV, por exemplo, devem primeiramente realizar os tratamentos específicos para estas doenças, que envolvem medicações específicas.

A segunda medida é ajustar a alimentação, para que o corpo receba os nutrientes essenciais para fortalecer o sistema imunológico.

Quais são os alimentos que podem ajudar nesse caso?

imunidade baixa

A alimentação saudável e variada de forma geral já acaba favorecendo o sistema imunológico, entretanto, alguns alimentos são fundamentais para que a sua imunidade fique mais forte do que nunca! Conheça-os a seguir:

Frutas cítricas: Laranja, limão, tangerina, maracujá, acerola, kiwi, abacaxi, morango e goiaba. Ricas em vitamina C, vitamina diretamente ligada ao sistema imunológico, estas frutas devem ser consumidas diariamente!

Carne Vermelha: Rica em Ferro, a carne vermelha previne a anemia e claro, ajuda a manter o sistema imunológico forte!

Vegetais verde escuro: Além de serem ricos em Ferro e Ácido Fólico (responsável pela formação de células de defesa), os vegetais verde escuro também apresentam vitaminas B12, B6 e A, que maturam as células imunológicas, tornando-nos mais fortes. São eles: Espinafre, brócolis, couve, rúcula, agrião, acelga, mostarda, etc..

Iogurte Natural: Por conter bactérias probióticas (ou bactérias “do bem”) o iogurte natural ajuda a manter a flora intestinal saudável e consequentemente, ajuda a manter a imunidade baixa bem longe!

Alho: Protege e fortalece o sistema imunológico através da sua alta concentração de Selênio e Zinco, minerais que ajudam a evitar infecções como resfriados, gripes e etc..

Gengibre: Por apresentar um grande poder bactericida, o gengibre é um excelente aliado do sistema imunológico, portanto, com certeza deve fazer parte da sua alimentação, seja em forma de chá ou adicionado às refeições ou bebidas.

Cebola: Rica em uma substância chamada quercetina, a cebola tem o poder de fortalecer o sistema imune e prevenir infecções por vírus e alérgenos.

Cogumelo do tipo Shitake: Este tipo de cogumelo estimula a produção de linfócitos e macrófagos, células de defesa extremamente importantes, fortificando assim a imunidade.

Castanhas: Com altas concentrações de Selênio, as castanhas eliminam os radicais livres e claro, fortalecem a imunidade. Consumindo apenas uma unidade ao dia, já é possível atingir a recomendação diária de Selênio e garantir um sistema imune bem mais forte!

 Exame para imunidade baixa

Os sintomas característicos geralmente já apontam para o diagnóstico de imunidade baixa, entretanto, um exame de sangue que quantifique a quantidade de leucócitos é necessário para a confirmação.

 Quais vitaminas tomar?

Caso haja necessidade de suplementação para fortalecer o sistema imunológico, as vitaminas e minerais indispensáveis são: A, C, E, Ácido Fólico, Selênio e Zinco. Entretanto, é fundamental que você consulte sempre o seu médico antes de iniciar a suplementação com qualquer vitamina ou mineral.

Seguindo as orientações descritas neste artigo nós garantimos: Imunidade baixa será coisa do passado!

Fonte: Moreira Jr.

Manual MSD

Governo do Brasil 

Publicado em Deixe um comentário

Ácido Málico: Saiba como ele pode melhorar sua saúde e qualidade de vida!

Tempo de Leitura: 5 minutos

Como todos sabem, alimentos naturais são ricos em fibras, minerais e vitaminas que proporcionam diversos benefícios à saúde de modo geral. Entretanto, além dos já conhecidos micronutrientes, eles podem conter substâncias naturais com propriedades fantásticas, sendo capazes de promover efeitos terapêuticos e até estéticos! Este é o caso do ácido málico!

Você provavelmente deve estar se perguntando “Mas o que é isso?”, mas não se preocupe você não é o único! Infelizmente, a maioria das pessoas desconhece a existência desta substância e seus incríveis benefícios, mas a partir de agora você irá descobrir tudo a respeito do ácido málico! Leia este artigo na íntegra e impressione-se!

O que é?

ácido laico

Vamos à pergunta que não quer calar: “O que é esse tal de ácido málico?” Bem, trata-se de uma substância totalmente natural, presente em frutas e vegetais, principalmente em maçãs, que apresentam a maior quantidade desta substância.

Ele pode ser considerado um composto orgânico de consumo indispensável, visto que está relacionado com o fortalecimento da imunidade, excreção de metais pesados que podem estar acumulados no organismo, promoção da saúde bucal e claro, promover resultados consideráveis na melhora do aspecto da pele.

Nosso corpo também produz ácido málico, mas devido aos seus inúmeros benefícios e efeitos colaterais praticamente nulos, sem dúvidas é uma substância que podemos pensar em consumir à vontade!

Para que serve o ácido málico?

O ácido málico apresenta um efeito muito positivo em nosso metabolismo de forma geral. Entretanto, algumas de suas principais funções são:

  • Produção de Energia: Nosso corpo trabalha de forma minuciosa para conseguir transformar os macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídeos) em energia. Entretanto, para que este processo ocorra da forma esperada, também são necessárias as enzimas, vitaminas e agentes químicos (como o ácido málico) para que o fornecimento de energia se mantenha durante o dia.
  • Aumento do desempenho muscular e esportivo: Se você pratica alguma atividade física já deve ter experimentado a sensação de fadiga e cansaço extremos durante ou após os exercícios. Bem, o ácido málico ajuda a combater a sensação de cansaço e fadiga no período pós-exercício, melhorando o seu desempenho esportivo.
  • Produção de saliva: A maior produção de saliva é uma das formas mais efetivas e naturais para evitar a proliferação de bactérias prejudiciais na boca, e ela ocorre com o estímulo do ácido málico. Por este motivo, o ácido é muito utilizado em produtos para higiene bucal.

Quais são os benefícios do ácido málico?

Você provavelmente já ouviu aquela história que “comer uma maçã por dia melhora a sua saúde e proporciona muitos benefícios”, certo? Bem, a maioria destes benefícios pode ser atribuída ao ácido málico. A lista de benefícios não é pequena, então prepare-se para se surpreender com a lista a seguir:

Melhora da saúde do coração: Em um mundo onde as pessoas são cada vez mais acometidas por problemas cardíacos é sempre uma excelente notícia saber que existe uma substância natural capaz de proteger a saúde cardiovascular.

O ácido málico apresenta uma ação anti-inflamatória e antioxidante que beneficiam o coração e são extremamente úteis no tratamento de condições clínicas que reduzem a quantidade de sangue que chega o coração (como por exemplo, a chamada isquemia do miocárdio).

Deixa a pele mais bonita: Este benefício geralmente mexe com a cabeça das mulheres, por serem o público que mais se preocupa com a saúde e boa aparência da pele. O ácido málico promove uma maior produção de colágeno, minimiza os efeitos nocivos dos raios solares na pele e melhora significativamente a aparência de melasmas.

Quando o ácido é usado de forma tópica, ou seja, diretamente na pele, ocorre a redução de sinais característicos de idade, remoção de algumas rugas e claro, a pele apresenta aspecto de saúde. Não é a toa que essa substância já é muito utilizada pela indústria estética!

Reduz a dor: O consumo deste ácido ajuda a reduzir as dores, principalmente as musculares. Através de um estudo com indivíduos portadores de fibromialgia foi possível comprovar a eficácia do ácido málico para esta finalidade.

Os voluntários receberam o ácido málico juntamente com magnésio e o alívio das dores pôde ser percebido em apenas 2 dias após o início do consumo! Além disso, este público também parece conseguir realizar atividades físicas com maior facilidade quando estão utilizando o ácido com frequência, o que é bastante difícil para pessoas nestas condições.

Realça o sabor dos alimentos: Este ácido costuma ser uma opção natural para realçar o sabor de alimentos, principalmente de bebidas adocicadas artificialmente, visto que apresenta uma doçura natural.

Além destes benefícios, este ácido também ajuda no emagrecimento, melhora a saúde gastrointestinal, melhora a saúde do fígado e auxilia o tratamento para gota. Ou seja: Benefícios é o que não faltam para quem consome ácido málico!

Como consumir?

ácido málico

O consumo desta incrível substância pode ser de 3 formas:

  1. Através das frutas: Como já mencionamos no início do texto, a maçã é a fruta que mais contém ácido málico em sua composição, mas ela não é a única! Também possuem o ácido: Laranja, morango, manga, uva, banana, cereja, lichia e nectarinas. Portanto, inclua frutas na sua alimentação diária! Uma boa dica para consumir uma quantidade adequada de frutas é comer de 3 a 5 porções variadas ao dia, conforme orientação da OMS. Sua saúde agradece!
  2. Através de legumes: Os legumes com a quantidade mais considerável do ácido são: Ervilha, feijão, batata, cenoura e brócolis. Não deixe de adicioná-los no seu prato!
  3. Através da suplementação: O suplemento de ácido málico existe e é comercializado geralmente em forma de cápsulas, o que facilita muito o seu consumo e é de grande validade, principalmente para os portadores de fibromialgia.

Qual é a indicação de consumo do ácido málico?

A indicação de consumo abrangendo concentração da substância e frequência de uso é bastante pessoal e dependerá da avaliação e indicação do seu médico ou nutricionista. A finalidade do uso também deve ser avaliada, afinal, indivíduos que necessitam utilizar o ácido málico como agente terapêutico provavelmente não consumirá a mesma quantidade que pessoas que buscam o ácido para outras finalidades.

Portanto, na dúvida, siga sempre as orientações de profissionais de saúde qualificados!

Possui efeitos colaterais?

Como sabemos, a suplementação feita de forma irresponsável e sem acompanhamento geralmente pode causar complicações de saúde. Entretanto, este não é o caso do ácido málico. Ainda que o consumo do ácido seja feito de forma exagerada, não existem relatos de efeitos colaterais graves.

Algumas pessoas relataram apenas alguns sintomas de origem gastrointestinal como dores na região abdominal, diarreia e náuseas, mas somente após ingerir grandes quantidades do suplemento. Uma dica bastante útil para evitar qualquer tipo de sintoma após consumir o produto é ingerir a cápsula juntamente com um copo de água e procurar manter a hidratação ao longo do dia, consumindo em torno de 2 litros de água.

Ainda que seja um produto seguro, não é recomendado que pessoas idosas, crianças, gestantes, mulheres em período de amamentação, indivíduos que fazem uso de medicações controladas ou pessoas portadoras de doenças graves utilizem o suplemento de ácido málico sem prescrição médica, por precaução.

Não há efeitos colaterais do ácido málico através do consumo dos alimentos fonte, portanto consuma-os sem receio!

Publicado em Deixe um comentário

Sucupira: Para que serve? Como usar? Quais são seus benefícios?

Tempo de Leitura: 4 minutos

Existem muitas plantas e árvores que possuem propriedades medicinais, que auxiliam no tratamento de várias doenças e melhoram a qualidade de vida, e por isso conhecê-las é fundamental para que possamos saber ao que recorrer quando estamos com algum problema de saúde. Hoje nesse artigo eu irei falar um pouco sobre uma árvore que pode trazer vários benefícios, a sucupira.

Você já ouviu falar na sucupira? Sabe o que é e para que serve? Não? Então este artigo é para você, pois a seguir eu irei falar tudo o que você precisa saber para aproveitar os benefícios dessa árvore. Confira!

O que é?

A sucupira é uma árvore do cerrado brasileiro que é muito usada na medicina natural, pois de suas raízes as suas folhas, tudo pode ser usado em tratamentos de saúde. Ela é usada principalmente para ajudar no tratamento de inflamações no corpo, mas pode trazer muitos outros benefícios.

Você poderá consumir a sucupira em várias formas, sendo que a mais comum é através de sementes ou através de cápsulas.

Para que serve?

Por ser rica em nutrientes, a planta  pode ser usada para melhorar várias funções do nosso corpo, sendo que ela é conhecida principalmente por sua ação analgésica e anti-inflamatória, mas também possui ação antiparasitária e antimicrobiana.

Algumas outras excelentes funções da sucupira são a sua ação neuroprotetora, anticâncer, cardioprotetora, antidiabética e antioxidante.

Mas é importante cuidado na hora de consumi-la, pois ela só irá trazer os resultados esperados se for utilizada da forma correta.

Sucupira branca

sucupira

A sucupira branca, cujo nome científico é Pterodon emarginatus é uma espécie arbórea que pode chegar a ter até 16 metros de altura, possui flores esbranquiçadas ou róseas e é a mais indicada para o consumo.

Esse tipo de sucupira produz um óleo medicinal que é excelente para ser usado no tratamento de reumatismo e demais doenças do tipo. Além do mais, alguns estudos comprovaram que o consumo desta árvore pode auxiliar impedindo a penetração da cercaria da esquistossomose na pele.

❱ Leia também: Barbatimão!

Sucupira Preta

sucupira

Outro tipo de sucupira que podemos encontrar é a sucupira preta, cujo nome científico é Bowdiaich virgilioides. Essa planta pode chegar a ter até 15 metros de altura. Suas folhas são violetas e muito vistosas.

A melhor forma de consumo dela é através do chá, que funciona como um excelente remédio natural para a diabetes, visto que ela ajuda a regularizar os níveis de insulina no sangue. Essa árvore  também possui ação adstringente e antirreumática.

Benefícios da Sucupira

Os principais benefícios que o consumo poderá te trazer são:

  • Age contra a inflamação
  • Alivia dores
  • Ajuda a combater a dor de garganta
  • Auxilia na cicatrização da pele
  • combate cólicas menstruais

Como usar?

sucupira

Como a sucupira pode ser encontrada em várias formas, seu uso também irá variar conforme a versão escolhida para consumir. Confira abaixo:

  • Chá: Você deverá quebrar algumas sementes de sucupira e levar ao fogo em uma panela com água. Depois que começar a ferver é só desligar o fogo, coar o chá e ele estará pronto para ser consumido.
  • Óleo: Tomar até 5 gotas ao dia junto com algum alimento.
  • Cápsulas: Tomar duas cápsulas ao dia.
  • Tintura: Tomar 20 gotas da tintura até 3 vezes ao dia.

❱ Leia também: Fitoterápicos!

Tem contraindicação?

Embora ela traga muitos benefícios, ela não pode ser usada por todas as pessoas, sendo que é contraindicada para mulheres grávidas ou em período de amamentação e crianças com menos de 12 anos.

Além do mais, quem possui problemas renais ou no fígado deverá usar a sucupira com orientação médica.

Emagrece?

Não existe nenhum estudo científico que comprove que o uso dessa planta pode auxiliar no emagrecimento, no entanto, a depender do modo como a pessoa está usando o chá de sucupira, pode ser que ela consiga perder peso.

O ideal para quem deseja perder peso é consumir o chá de planta no lugar de uma bebida calórica, assim além de absorver os seus benefícios, ainda irá conseguir perder peso.

Sucupira em cápsulas

Uma das melhores formas de consumi-la e obter seus benefícios é em cápsulas, sendo que ela pode ser adquirida em qualquer farmácia próxima a você ou até mesmo em uma farmácia online, onde você irá adquirir o produto por um ótimo preço e recebê-lo no conforto da sua  casa.

 

Publicado em Deixe um comentário

Fitoterápicos: Saiba como eles podem ajudar você a melhorar sua saúde!

Tempo de Leitura: 4 minutos

A medicina natural é muito importante para ajudar nos tratamentos de saúde, pois embora nem sempre ela possua comprovação científica, pode ajudar a trazer muitos benefícios ao indivíduo. Os fitoterápicos fazem parte dessa medicina natural, sendo que eles consistem em medicamentos excelentes para o tratamento de várias doenças.

Você sabe o que são fitoterápicos e para que servem? Pois então esse artigo foi feito especialmente para você, continue conosco e confira tudo sobre eles a seguir!

O que é?

Fitoterápico é o termo obtido para o  medicamento que é exclusivamente feito de matérias-primas vegetais, ou seja, obtido por propriedades de plantas medicinais.

Ele poderá ser simples, quando é proveniente de somente uma planta medicinal, ou composto, quando é obtido através das propriedades de diversas plantas medicinais, sendo assim, todo medicamento fitoterápico é produzido em laboratório e passa por processos farmacêuticos industriais que seguem rigorosos controles de qualidade, e desta forma os medicamentos fitoterápicos oferecem garantia de qualidade e possuem seus efeitos terapêuticos comprovados antes de ser repassados para a população.

Fitoterápicos para emagrecer

fitoterápicos

Uma das principais formas de utilização dos produtos fitoterápicos é para a função de auxiliar no processo de emagrecimento, sendo inclusive indicado cada vez mais por médicos em tratamentos de controle de peso.

Os fitoterápicos estão em ascensão no tratamento para perda de peso por que eles agem diretamente nas principais causas do ganho de peso, como a ansiedade, o nervosismo, as alterações e funções hormonais, entre outros diversos fatores do tipo, que normalmente são mais difíceis de se combater com formas consideradas mais tradicionais.

Abaixo, alguns dos principais fitoterápicos utilizados com a finalidade de emagrecimento:

É importante dizer que os fitoterápicos sozinhos não trazem os benefícios para perda de peso, é de suma importância que o tratamento seja acompanhado de uma dieta saudável e balanceada de acordo com a prescrição médica. Além do mais praticar exercícios físicos regulares é fundamental para obter os resultados esperados.

Para curar ansiedade

fitoterápicos

A ansiedade é um problema que afeta milhares de pessoas e que merece total atenção, pois poderá causar sérias consequências aos indivíduos, e por isso em casos mais graves usar medicamentos pode ser a solução para dar fim ao problema, e é por isso que optar pelos filantrópicos é uma ótima opção.

No entanto é importante alertar que os filantrópicos para ansiedade só devem ser usados com prescrição médica.

Para dormir melhor

Outra forma muito utilizada para os fitoterápicos é para dormir, pois possui ação que muitas vezes eram encontradas em diversas plantas medicinais como o chá de camomila, de kava-kava, de erva doce, entre outras diversas opções.

Os fitoterápicos se tornam ainda mais eficazes para ajudar a melhorar a noite de sono. Alguns que são indicados para essa finalidade são:

  • Lavanda;
  • Erva de São João;
  • Valeriana;
  • Passiflora;
  • Camomila e;
  • kava-kava.

Benefícios do fitoterápicos

fitoterápicos

O uso do filantrópico para tratamentos de saúde pode ajudar a trazer vários benefícios aos indivíduos, no entanto é fundamental saber usá-los corretamente para não ter efeitos colaterais graves.

Alguns dos principais benefícios são:

  • Ação cicatrizante
  • Ação expectorante
  • Ação anti-inflamatória
  • Ajuda no tratamento da gastrite
  • Ajuda a tratar dores lombares
  • Ajuda no tratamento de queimaduras
  • Ajuda no tratamento da artrite

Mas é importante dizer que esses benefícios poderão variar conforme o tipo de filantrópico que foi escolhido, por isso é necessário escolher aquele que possui as propriedades que melhor lhe atende.

Funcionam mesmo?

Sim, todos os medicamentos fitoterápicos passam por inspeções que comprovam os seus benefícios, incluindo a Organização Mundial da Saúde, porém assim como qualquer medicamento industrializado, eles só devem ser utilizados sobre a recomendação médica tendo a sua administração seguida à risca, para que não seja ingerido qualquer quantidade equivocada que poderá causar complicações que chegam até a óbito.

A grande maioria dos medicamentos fitoterápicos funciona por eles serem estudados e planejados cientificamente para obter a ação desejada a partir das plantas medicinais.

Todas as pessoas que fazem uso dos fitoterápicos gostam dos seus resultados e garantem que eles realmente são eficazes e cumprem o que prometem, por isso fazer uso destes medicamentos pode ser uma ótima opção para sua saúde.

Ficou alguma dúvida sobre esse artigo? Deixe-nos um comentário que nós iremos responder você assim que for possível.

Publicado em Deixe um comentário

Sedentarismo: Causas, sintomas, riscos e consequências.. Saiba como evitar!

Tempo de Leitura: 3 minutos

sedentarismo

Fazer atividades físicas é fundamental para que possamos ter uma boa qualidade de vida, no entanto, o número de pessoas que não praticam nenhum tipo de atividade é alto, seja por ter uma rotina cansativa, falta de tempo ou até mesmo preguiça, e por isso é muito comum que essas pessoas comecem a ficar com sedentarismo.

Você sabe o que é o sedentarismo e o que pode causá-lo? Continue conosco e confira tudo sobre esse termo tão comum nos dias de hoje a seguir!

Sedentarismo: O que é?

O sedentarismo é caracterizado pela falta que atividades físicas que resultam em um gasto calórico hiper reduzido, normalmente sendo considerado uma pessoa sedentária aquele que não consegue gastar o mínimo de 2200 calorias semanalmente.

O sedentarismo é um problema de saúde pública que vem em ascendência na população brasileira, onde acredita-se que 46% da população seja considerada sedentária, e que quase 14% das mortes no país estão ligados a fatores do sedentarismo.

Causas

sedentarismo

Diversas causas estão ligadas ao sedentarismo, nas quais estão ligadas principalmente a falta de atividade física no dia a dia, e a falta de uma alimentação saudável, que em conjunto predispõe ainda mais o sedentarismo.

Algumas atividades que acontecem de forma comum em nosso dia a dia favorecem o sedentarismo, como por exemplo, fazer o uso do carro mesmo em pequenos trajetos, deixar de realizar atividades domésticas que levariam ao gasto calórico, consumo exagerado de alimentos industrializados, normalmente por serem considerados mais fáceis de fazer, passar várias horas utilizando o computador, ou mesmo a TV e o vídeo game e utilização de elevadores e escadas rolantes diariamente.

❱ Leia também: Diabetes tem cura?

Sintomas

Alguns dos sintomas do sedentarismo são:

  • Falta de ânimo para sair
  • Ficar sentado ou deitado o dia inteiro
  • Só sair de carro, até mesmo em curtas distâncias
  • Ficar muitas horas na frente da televisão ou computador sem fazer nenhuma outra atividade
  • Preguiça constante
  • Falta de vontade de realizar qualquer tarefa

Riscos e consequências

As pessoas que estão sedentárias devem tomar cuidado, pois esse quadro pode gerar algumas consequências, como:

  • Falta de estímulo muscular
  • Acúmulo de gordura
  • Aumento do colesterol
  • Maior probabilidade de possuir doenças cardiovasculares
  • Roncos ao dormir
  • Dor nas articulações
  • Maior chance de ter diabetes tipo 2

Sedentarismo Infantil

Um dos grandes problemas do sedentarismo é o infantil, pois uma criança sedentária se torna um adulto ainda mais sedentário, o que desencadeia diversos outros problemas.

Muitas vezes as crianças substituem o ato de brincar por assistir TV, jogar videogame, usar tablets e computadores e com isso vão ficando cada vez mais acostumadas com a situação e consequentemente se tornam sedentárias.

É de suma importância que os pais controlem o dia a dia das crianças, principalmente quanto aos seus afazeres e a sua alimentação, já que as crianças tendem também a se alimentar mais de doces, chocolates, refrigerantes e biscoitos, o que contribuem para a obesidade e agravam ainda mais o seu quadro.

❱ Leia também: Atividade física na terceira idade!

Como evitar?

Para evitar o sedentarismo e até consequentemente a obesidade é necessário dar início a realização de atividades físicas que podem iniciar de forma leve e aumentar a intensidade ao longo do tempo.

Pequenas ações no dia a dia como optar por alimentação mais saudável, preferir realizar pequenos trajetos caminhando, praticar trabalhos braçais em casa ou até mesmo no escritório, trocar elevadores por escadas, e realizar atividades físicas por ao menos 30 minutos diariamente contribuem para o não surgimento do sedentarismo e até serve como dicas para sair do sedentarismo em alguns casos.

Sedentarismo e obesidade

sedentarismo

Normalmente a obesidade pode surgir justamente em decorrência do sedentarismo que acontece quando é associado a uma dieta rica em gorduras e açúcares e falta de atividades físicas.

A obesidade que é caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal pode trazer diversas complicações ao organismo humano, e mais do que nunca deve ser um fator preocupante que necessita de ajuda médica.

Pessoas sedentárias e obesas estão mais propensas a apresentar sérios problemas de saúde, que vão de problemas ligados aos hormônios que alteram o correto funcionamento do corpo a problemas cardíacos que podem levar a ataques cardíacos e até a morte.

Espero que você tenha gostado deste artigo, e se ainda ficou alguma dúvida sobre ele deixe-nos um comentário que responderemos em seguida!

Publicado em Deixe um comentário

Barbatimão: Conheça todos os benefícios dessa planta para saúde!

Tempo de Leitura: 4 minutos

Conhecer as plantas medicinais é fundamental para que possamos saber quais remédios naturais podemos recorrer quando estamos com algum problema de saúde. E por isso hoje nesse artigo eu irei falar um pouco mais sobre o barbatimão, uma excelente planta que pode ser usada no tratamento de hemorragias, queimaduras, e algumas dores.

Se você ainda não conhece o barbatimão esse artigo é para você, pois a seguir eu irei falar tudo o que você precisa saber sobre ele. Confira!

Barbatimão: O que é?

O barbatimão também conhecido com os nomes populares de barba-de-timan, casca da mocidade ou ubatima, é uma planta medicinal muito utilizado em diversos tipos de tratamentos nas quais citamos as hemorragias, queimaduras, dores de garganta, inchaço e hematomas de diversos tipos, além de ajudar no tratamento de doenças como a malária e a diabetes, devido o seu alto teor de propriedades anti-inflamatórias.

Ainda devido a sua propriedade medicinal, a planta serve de matéria prima para a confecção de pomadas, cremes e sabonetes, que são adquiridos em farmácias de manipulação.

Para que serve o barbatimão?

O barbatimão é uma planta medicinal que já era muito utilizada até mesmo pelos índios e tem diversas funções, como tratar doenças e infecções de pele, pressão alta, úlceras, hérnias, diarreia, problemas no fígado ou no rim, hematomas, queimaduras, diabetes, conjuntivite, gastrite, entre outras, tendo como principal ponto a ação de diminuir dores e desconfortos, diminuindo a sensibilidade local.

Além disso, o barbatimão é uma planta que ajuda também no tratamento de HPV, já que a planta está ligada como matéria-prima na confecção de pomadas próprias para esse tipo de tratamento, sendo muito utilizada também para combater inflamações do útero e do ovário, gonorreia e corrimento vaginal.

Propriedadesbarbatimão

Como podem ver o barbatimão é uma planta que serve para tratar diversos problemas devido as suas propriedades, como ação cicatrizante sobre a pele e mucosas, ação antidiabética, diurética, coagulante, antibacteriana, antioxidante, anti-inflamatória, anti-hipertensiva e também analgésica.

Além disso, ele também ajuda a eliminar toxinas do organismo, promovendo a diminuição da sensação da dor, o inchaço, e vermelhidão que são causados por hematomas na pele.

Como usar o barbatimão?barbatimão

Devido a grande variedade de opções de tratamento com o barbatimão, a forma de como utiliza-lo irá depender de cada tipo de tratamento, podendo ser utilizado aplicando diretamente na pele ou também na forma de chá utilizando-se das suas folhas, caule e casca para a confecção.

Confira abaixo como fazer o chá de barbatimão:

Ingredientes

  • 20g da folha ou casca de barbatimão
  • Água

Modo de preparo

Ferva um litro de água, em seguida adicione as folhas com casca do barbatimão, misture e deixe descansar de 5 a 10 minutos. Depois é só coar e beber de 3 a 4 vezes por dia.

Para casos de tratamento de partes íntimas, despeje o chá em uma bacia grande e utilize de banho de assento para tratá-las.

Benefícios da planta

Alguns dos benefícios que o uso desta planta medicinal poderá te trazer são:

  • Ação cicatrizante
  • Ajuda a evitar o surgimento de cáries
  • Ajuda a controlar a gastrite
  • Combate a doença de chagas
  • Ajuda a tratar dores de garganta
  • Combate a candidíase
  • Ajuda no tratamento de queimaduras
  • Ajuda no tratamento de hemorragias

Quem não deve usar?

barbatimão

O barbatimão é contraindicado para mulheres grávidas, e também mulheres que estão amamentando já que a as propriedades da planta podem atuar de forma negativa para o bebê que ainda passa por um processo de adaptação em seu organismo.

Além disso, pacientes com problemas graves no estômago como úlceras e câncer, devem ter o tratamento com a planta acompanhado por um médico, já que a planta pode se tornar prejudicial em alguns casos específicos, sendo então recomendado somente em algumas situações por especialistas.

Barbatimão emagrece?

Não existem comprovações científicas de que o consumo do barbatimão pode ajudar a emagrecer, no entanto, a sabedoria popular acreditar que o consumo do chá desta planta pode ajudar a “diminuir” o estômago, e por isso pode auxiliar no emagrecimento.

É importante destacar que o uso deste chá por tempo prolongado pode causar gastrite, por isso não é recomendável.

Ainda ficou alguma dúvida sobre esse artigo? Deixe um comentário que assim que for possível nós iremos responder você!