Publicado em Deixe um comentário

Victoza: TUDO que você precisa saber desse medicamento está AQUI!

Tempo de Leitura: 4 minutos
 Victoza

O número de pessoas que deseja emagrecer de maneira rápida e fácil, sem precisar ficar horas na academia ou sem fazer uma dieta restritiva é grande, e para isso essas pessoas estão sempre em busca de produtos que ajudam a perder peso rápido, sem saber que muitos deles, embora possuam como efeito colateral o emagrecimento, não devem ser usados apenas para isso, como é o caso do Victoza por exemplo.

Você já ouviu falar em Victoza? Ficou em dúvida se ele deve ou não ser usado para o emagrecimento? Se a sua resposta for sim, esse artigo é para você, pois a seguir eu irei falar tudo sobre o Victoza e dizer se você deve ou não usá-lo para emagrecer.

Continue lendo e confira tudo isso a seguir!

O que é Victoza?

O Victoza é um medicamento desenvolvido para ajudar no tratamento da diabete mellitus tipo 2 a fim de ajudar a controlar o nível de açúcar do sangue, sendo que ele só deve ser usado em jovens e adultos com mais de 18 anos.

Esse medicamento também pode ser usado em associação com alguns outros medicamentos de tratamento da diabetes, quando o Victoza sozinho não conseguir controlar o nível de açúcar que está no sangue, contudo é preciso ficar atento e só usar esse medicamento em associação com outro com um acompanhamento médico.

 Victoza

Quais são as indicações?

Conforme dito acima, esse medicamento foi desenvolvido para o tratamento da diabetes mellitus tipo 2, e por isso ele é indicado pelos seus fabricantes apenas para essa função.

Além do mais, pessoas que possuem alergia a algum dos componentes dessa fórmula, principalmente à Liraglutina, não deverão usar esse medicamento. Crianças, mulheres grávidas e que estão amamentando também estão restritas ao uso do Victoza.

As demais pessoas é recomendável consultar um médico antes de começar a tomar esse medicamento, pois apenas com um bom acompanhamento será possível tentar minimizar os efeitos colaterais dele.

Emagrece?

Muitas pessoas vêm falando sobre o uso do Victoza para emagrecer, porém este é um assunto que precisa de um pouco de cautela.

O medicamento foi desenvolvido apenas para o tratamento da diabetes tipo 2, porém um dos efeitos colaterais desse medicamento é o emagrecimento, visto que ele ajuda a aumentar a sensação de saciedade, contudo ele não é indicado para tratamento da obesidade.

Além do mais, a Anvisa só aprovou o uso do Victoza para o tratamento da diabetes, e não para o emagrecimento, pois quem deseja emagrecer com esse produto pode estar colocando sua saúde em risco.

É importante destacar também que usar o Victoza para o emagrecimento exige dosagens muito maiores do que para o tratamento da diabetes, o que pode intensificar ainda mais seus efeitos colaterais.

Victoza precisa de receita?

A fim de garantir que as pessoas não irão tomar o Victoza sem um acompanhamento médico e deixar sua saúde em risco, esse medicamento só pode ser vendido com atestado.

Por isso qualquer pessoa que desejar usar esse remédio deverá consultar um médico para que ele possa dizer se ela pode ou não fazer uso desse medicamento.

 Victoza

Como aplicar?

A aplicação do medicamento deve ser feita com cautela, pois algum erro poderá provocar problemas graves ao usuário.

Veja abaixo o passo a passo de como usar esse medicamento.

  1. Retire a tampa do sistema de aplicação do Victoza.
  2. Em seguida você deverá pegar uma agulha de insulina descartável e colocá-la no sistema de aplicação de modo que ela fique firme e reta.
  3. Você deverá deixar o sistema de aplicação na dosagem correta.
  4. Para a aplicação você deverá introduzir a agulha na pele e segurar o êmbolo por alguns segundos até que a aplicação seja feita.
  5. Após a aplicação, jogue fora a agulha.

Quanto custa o Victoza?

Embora o Victoza seja um tratamento excelente para pessoas que possuam a diabetes tipo 2, ela possui o preço um pouco alto, por isso não são todas as pessoas que conseguem fazer uso desse medicamento.

Em geral é possível que você encontre o Victoza a partir de 300 reais, sendo que esse valor pode se alterar consideravelmente conforme o local onde você está efetuando a compra.

Onde comprar?

Você pode realizar a compra desse medicamente em duas das melhores drogarias do Brasil, a Onofre e Araujo.Ambas são drogarias confiáveis, e estão há muito tempo no mercado, por conta disso são milhões de clientes satisfeitos com os serviços e produtos.

A compra é totalmente segura e você receberá o produto na comodidade da sua casa.

Gostou do texto? Leia também sobre o Saxenda!

Ainda ficou alguma dúvida sobre o Victoza? Deixe um comentário que assim que possível nós responderemos você!

Publicado em Deixe um comentário

Licopeno: O que é? Porque é importante? Descubra AQUI!

Tempo de Leitura: 3 minutos

Muitas vezes nós consumimos algumas frutas, verduras e vegetais por que ouvimos falar que eles fazem bem a nossa saúde, porém é muito difícil alguém parar para pensar por que eles realmente são importantes e quais os nutrientes possui, não é mesmo? E é por isso que o Licopeno, um importante nutriente que pode ser encontrado no tomate, ficou muitos anos sem se tornar conhecido.

Você já ouviu falar no Licopeno? Sabe o que ele é e para que serve? Então esse artigo é para você, pois nele eu irei falar tudo o que você precisa saber sobre esse poderoso nutriente.

O que é?

O Licopeno é um pigmento vermelho essencial para manter a saúde de alguns órgãos, como a pele, o fígado, o pulmão, o cólon a próstata e outros, mas esse pigmento não é produzido em nosso corpo, e por isso é necessário que ele seja consumido através da nossa alimentação.

Além do mais, o Licopeno também é muito benéfico por possuir ação antioxidante, melhorar o sistema imunológico e bloquear o crescimento das células cancerígenas.

Embora exista Licopeno em vários alimentos, ele existe em grande quantidade no tomate, e por isso este é considerado o principal alimento para quem precisa absorver Licopeno.

licopeno

Para que serve o licopeno

O Licopeno é um carotenoide que possui a função de dar cor aos frutos e vegetais que são vermelhos, amarelos e alaranjados. Mas há pouco tempo foi descoberto que o Licopeno possui várias outras funções e serve para ajudar a melhorar a saúde do ser humano.

Consumi-lo frequentemente pode ajudar a combater alguns tipos de câncer, como o câncer de próstata, de mama, pulmão, ovários, bexiga, pâncreas, cólon e útero.

Além do mais, ele também ajuda a combater as doenças cardiovasculares e ajuda no tratamento de infecção ocasionada pelo vírus HPV, e é devido a essas várias funcionalidades que o seu uso é muito importante para manter a saúde do corpo.

Quais são os seus benefícios?

Quem consome o Licopeno irá absorver vários nutrientes essenciais ao corpo e por isso terá muitos benefícios, como:

  • Ajuda na manutenção do sistema imunológico;
  • Possui ação antioxidante;
  • Protege a pele contra os raios ultravioletas;
  • Previne as doenças que estão ligadas a próstata;
  • Auxilia na tireoide;

Para adquirir todos os seus benefícios é imprescindível que você consuma ele diariamente, seja através dos alimentos ou através das cápsulas.


Leia também sobre os benefícios dos Alimentos Funcionais!


Benefícios para a pele

Além de trazer todos esses benefícios aos seus usuários, o Licopeno também irá trazer mais alguns benefícios maravilhosos para a pele, como:

  • Ajuda a reduzir o escurecimento da pele ocasionado pelo sol e as manchas da idade;
  • Reduz a vermelhidão da pele;
  • Ajuda na regeneração celular;
  • Possui propriedade antienvelhecimento aumentando a produção de colágeno e fazendo com que a pele fique ainda mais bonita;
  • Protege a pele contra os raios UV, ajudando assim a prevenir o aparecimento de câncer de pele;

Onde pode ser encontrado?

Ele é um carotenoide que pode ser encontrado em vários frutos e vegetais que possuem a coloração vermelho alaranjado conforme dito acima, sendo assim você poderá encontrá-lo na melancia, na goiaba, na uva, no mamão, nas cenouras, nos tomates e vários outros alimentos.

Ou se você preferir pode consumi-lo o em cápsulas, assim ele poderá ser adquirido em uma farmácia e deve ser consumido conforme as orientações da embalagem.

Licopeno em cápsulas

licopeno cápsulas

O Licopeno em cápsulas deve ser ingerido diariamente, sendo recomendável de 1 a 2 cápsulas ao dia, preferencialmente antes das principais refeições.

Cada cápsula possui cerca de 5mg de Licopeno, e para que você possa adquirir todos os benefícios dessas cápsulas é imprescindível que você use-as em associação com uma boa alimentação.

Tem contra indicações?

Ele não possui contra indicações, no entanto as mulheres que estão grávidas ou em período de amamentação, as crianças e pessoas enfermas só poderão fazer uso do Licopeno em cápsulas com orientação de um médico.

Além do mais é importante lembrar que o Licopeno não pode ser ingerido em quantidade superior a duas cápsulas ao dia, ou isso poderá trazer malefícios a saúde.

Você ainda tem alguma dúvida a respeito do Licopeno e suas funcionalidades? Deixe um comentário que em seguida nós responderemos você!

Publicado em Deixe um comentário

Estômago alto: O que é? O que causa? Como tratar?

Tempo de Leitura: 5 minutos

 Em algum momento você provavelmente já sentiu o seu Estômago Alto não é mesmo? Seja devido a estar próximo ao período menstrual, ao comer um pouco a mais que o de costume ou por qualquer outro fator.

O Estômago Alto é ocasionado devido a uma distensão do abdômen, e esse é um problema que não afeta apenas a estética, mas também pode ser um problema de saúde.

Se você também sofre com o problema de Estômago Alto, esse artigo é para você, pois nele eu irei falar tudo o que você precisa saber sobre o que pode causar e como você pode prevenir esse problema. Continue lendo e confira tudo a seguir!

O que pode ser o estômago alto?

O Estômago Alto é um problema que afeta milhares de pessoas, e ele pode ser apenas uma sensação passageira ou pode se tornar algo comum, o que pode ser característico de alguma doença.

Existem muitos fatores que podem levar ao estômago alto, sendo que até mesmo a genética pode influenciar para isso. Veja abaixo o que pode ser o estômago alto:

  • Má ingestão de alimentos

Às vezes o Estômago Alto nada mais é do que uma má ingestão de alimentos, que pode ter feito o indivíduo engolir ar ao se alimentar rápido e ter provocado esse estômago alto.

  • Comer exageradamente

Quando você come mais do que o de costume é bem provável que você possa ficar com o estômago alto, pois sua digestão estará mais lenta.

  • Problemas gastrointestinais

Vários problemas gastrointestinais poderão influenciar para que você tenha um estômago alto, como uma diarreia, constipação ou inchaço abdominal.

  • Genética

A genética é outro fator importante que pode levar o indivíduo a ter o Estômago Alto, sendo que é independente do tipo físico da pessoa, e isso explica por que algumas pessoas que são magras possuem esse problema.

  • Engordar

Quando você engorda irá acumular gordura na região abdominal, e isso poderá fazer com que o seu estômago fique mais alto.

Na maioria das vezes o Estômago Alto não é nada grave, porém se ele persistir é necessário que você procure um médico para entender qual é o problema e se precisa de tratamento.

Estômago alto

Pode ser gravidez?

Não é possível afirmar que o estômago alto é gravidez, para isso é necessário que a mulher consulte um médico.

No entanto é comum que algumas mulheres que estão grávidas tenham o estômago mais alto que o normal, pois mesmo no começo da gestação o útero pode se expandir e fazer com que a região abdominal fique inchada. Contudo o aumento do volume abdominal na gravidez é associado a uma barriga dura, efeito diferente de quem possui a barriga inchada.

Como diminuir o estômago alto?

Uma das principais maneiras de acabar com o Estômago Alto é focar em uma alimentação saudável e fazer atividades físicas.

Mas, além disso, alguns hábitos simples podem ajudar a acabar com esse problema, como por exemplo:

  • Comer do jeito certo

O ideal é que você coma devagar e evite ingerir ar enquanto está se alimentando. Além do mais, evitar falar enquanto come é uma boa maneira de ajudar a acabar com o estômago alto.

Leia também o texto sobre Alimentos Funcionais!

  • Evite alguns alimentos

Existem alimentos que ajudam a ocasionar o estômago alto, e por isso eles devem ser consumidos em pequenas quantidades, alguns desses alimentos são os leites e seus derivados, farinhas refinadas, couve, repolho, beterraba, açucares, mel, xarope de milho etc.

  • Fazer exercícios físicos

Fazer exercícios físicos que trabalhem principalmente à região abdominal pode ser muito útil para ajudar a acabar com o estômago inchado.

Estômago alto após abdominoplastia

É comum algumas pessoas ficarem com o estômago alto após a realização de uma abdominoplastia, mas na maioria das vezes esse é só um efeito momentâneo e que costuma sumir com o passar dos dias.

Esse estômago alto pode ser ocasionado devido a uma retenção de líquido ou inchaço pós-operatório.

Por isso, quem notar o estômago alto após o processo de abdominoplastia deve fazer algumas sessões de drenagem linfática a fim de diminuir a retenção de líquido, ou esperar algum tempo para que o estômago volte ao tamanho normal.

Detophyll – Alternativa NATURAL!

embalagem do Detophyll

Como foi mencionado no texto muitas vezes as causas de problemas como  a distensão abdominal está muitas vezes na alimentação.

Ao ingerirmos alimentos ricos em açúcares, carboidratos, gordura, nosso corpo tende a absorver de forma errada esses alimentos, já que não possuem muitos nutrientes, o organismo acaba acumulando toxinas provenientes dos mesmos, podendo causar problemas como falta de energia, cansaço, acúmulo de gordura, retenção e inchaços e estômago alto.

Como vimos também, a alimentação balanceada e a prática constante de exercícios físicos é essencial para acabar com esses incômodos. No entanto, o que comer? Como comer?

Tenho certeza que você já ouviu falar dos efeitos do detox e da importância de desintoxicar o organismo para o bom funcionamento do corpo, e justamente pensando nisso, surgiu no mercado o Detophyll, um suplemento natural, completo e eficiente.

O Detophyll trata-se de um produto que possui em sua composição nutrientes que além de acelerarem o metabolismo e proporcionarem um emagrecimento saudável, proporcionam a desintoxicação do organismo, eliminando as toxinas acumuladas.

CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS SOBRE O DETOPHYLL!!

Onde comprar o Detophyll com segurança? Qual é o preço?

Para comprar o seu produto agora mesmo, é muito fácil e você não precisa sair de casa. Esse suplemento é vendido unicamente online, ou seja, você não vai encontrar em lojas físicas e farmácias. Você só consegue adquiri-lo pelo site oficial.

Lembrando que é essencial que a compra seja feita apenas pelo site oficial, isso porque só o site oficial oferece benefícios e vantagens exclusivas, como o produto original, compra segura, garantia para compra sem riscos, descontos e promoções e muito mais.

Ao acessar o site oficial você se deparará com 3 ofertas imperdíveis, cheias de descontos.E  você pode escolher a oferta que mais  Por exemplo: 1 pote por apenas 12 vezes de R$19,78, 5 potes por 12 vezes de R$59,34, e 3 potes por 12 vezes de R$41,54. 

Clique no botão abaixo e realize sua compra agora mesmo.

Benefícios do produto

Fizemos uma lista dos benefícios desse produto para você  e sua saúde, confira.

  • Desbloqueia a queima de gordura
  • Desintoxica o organismo
  • Previne o envelhecimento
  • Dá mais energia e disposição
  • Regula a digestão
  • Elimina as toxinas do corpo
  • Diminui os inchaços abdominais
  • Acaba com a retenção
  • Repõem nutrientes
  • Emagrecimento Natural 

Veja abaixo algumas pessoas satisfeitas com os resultados e seus relatos.

depoimento de quem usou Detophyll

depoimento de quem usou Detophyll

Ainda ficou alguma dúvida sobre o Estômago Alto? Deixe um comentário que em seguida nós responderemos você!

Publicado em Deixe um comentário

Índice glicêmico e Carga glicêmica: O que são? Qual é a diferença? Descubra aqui!

Tempo de Leitura: 3 minutos

Para entender melhor o índice Glicêmico e Carga Glicêmica é necessário saber alguns conceitos. Para todo o funcionamento do corpo humano é necessário que a pessoa tenha ingerido glicemia, ou seja, algum alimento que tenha em sua composição o açúcar.

Na maior parte, este componente glicêmico é encontrado em alimentos classificados como carboidratos, você provavelmente já ouviu falar deles, como é o caso das massas, do arroz, dos pães, das balas, dos cereais e também de alguns frutos.

Todos estes componentes glicêmicos ingeridos vai para a corrente sanguínea e logo é convertido em energia para o corpo.

E agora que você já sabe disso é preciso saber por que o Índice Glicêmico e carga glicêmica são tão importantes. Para isso basta você continuar lendo esse artigo, pois a seguir eu irei falar tudo sobre eles. Confira!

O que é Índice glicêmico?

O índice glicêmico é o indicador da velocidade que o carboidrato presente em determinado alimento tem de chegar na corrente sanguínea, e assim alterar a glicemia.

Sendo assim, alimentos com baixos índices glicêmicos como o feijão, leites e seus derivados, aveia, ervilha, soja entre outros, fazem com que a glicemia mantenha estabilizada por mais tempo, e isso faz com que o aparecimento da fome seja retardado.

Desta forma foram classificados os alimentos em 3 categorias, são elas:

  • Baixo Índice glicêmico: Alimentos que apresentam índice glicêmico menor ou igual a 55.
  • Médio índice glicêmico: Alimentos que apresentam índice glicêmico entre 56 a 69.
  • Alto índice glicêmico: Alimentos que apresentam índice glicêmico maior ou igual a 70.

É importante lembrar que essa tabela de classificação só é válida para alimentos a base de carboidratos, ou seja, que alteram a glicemia.

Alimentos a base de proteínas e gorduras como é o caso do ovo, do azeite, da manteiga e das carnes em geral não entram nessa classificação, pois não alteram a taxa glicêmica.

O que é carga glicêmica?

Agora que você já sabe que o índice glicêmico é a velocidade na qual o carboidrato presente em algum alimento demora para alterar a glicemia na corrente sanguínea, ficou muito fácil entender a carga glicêmica.

A carga glicêmica agora está ligada a quantidade de carboidrato presente naquele alimento, ou seja, quanto maior a quantidade de carboidrato no alimento, maior sua carga glicêmica e assim maior a alteração na glicemia.

Veja abaixo a classificação da carga glicêmica:

  • Carga glicêmica baixa: Alimentos que apresentam valores de 1 a 10.
  • Carga glicêmica média: Alimentos que apresentam valores de 11 a 19.
  • Carga glicêmica alta: Valores que apresentam valores a partir de 20.

É importante entendermos cada tipo de alimento, pois nem sempre um alimento com o índice glicêmico alto irá alterar sua glicemia de forma negativa, por exemplo, a melancia.

A melancia é classificada como um alimento de alto índice glicêmico, porém de baixa carga glicêmica, sob o valor 4, ou seja, uma fatia de melancia não possui a quantidade de carboidrato suficiente para alterar a glicemia.

Para chegar à carga glicêmica é muito fácil, após visualizar o índice glicêmico do alimento a qual deseja saber sua carga na tabela, basta que siga a fórmula:

Carga Glicêmica = índice glicêmico x carboidrato/100.

Também é possível que você encontre algumas tabelas de carga glicêmica prontas na internet, assim você poderá saber qual é a carga glicêmica do alimento desejado sem precisar fazer a conta.

Qual é a diferença entre Índice glicêmico e carga glicêmica?

índice glicêmico e carga glicêmica

Como você pode ter visto, o índice glicêmico e a carga glicêmica são bem distintos, sendo que o índice é o que vai determinar a velocidade que o carboidrato dos alimentos irá alterar a glicemia, enquanto a carga glicêmica é para ajudar a saber a quantidade carboidrato que está presente em cada um dos alimentos ingeridos, e por isso você não deve confundir esses dois.

Além do mais, para que você possa tirar a dúvida sobre o IG e o CG de cada alimento é necessário apenas que você procure por uma tabela pronta, que geralmente é disponibilizada na internet.

Gostou do tema? Leia também o texto sobre Alimentos com Carboidratos!

Ficou alguma dúvida sobre Índice Glicêmico e Carga glicêmica? Deixe um comentário que em seguida nós responderemos você!