Publicado em 13 comentários

Cirurgia bariátrica pelo SUS: Como conseguir? Quem pode fazer?

Tempo de Leitura: 3 minutos

como fazer cirurgia bariátrica sus

A obesidade atinge mais de 300 milhões de pessoa no mundo todo. Uma má alimentação regada de refeições altamente calóricas, o sedentarismo e uma predisposição genética são alguns dos fatores que colocam pessoas dentro desse número enorme. Mais do que uma questão de estética e beleza, a obesidade é um mal que ataca a saúde e bem estar, fazendo com que quem sofre com a doença esteja aberto para que vários outros problemas surjam (hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, diabetes, câncer etc).

Para tratar isso, um dos métodos é a realização de uma cirurgia bariátrica que reduz o tamanho do estômago. A cirurgia é recomendada depois que o paciente tentou outros meios como mudança de hábitos alimentares e físicos, orientação psicológica e as vezes até o uso de medicamento por alguns anos. Mas se você precisa e quer realizar a cirurgia e não tem condições financeiras para isso, já pensou que por se tratar de um problema sério de saúde o SUS pode bancar? Pois é! Aqui vamos te contar tudo sobre a cirurgia bariátrica pelo SUS.

O SUS faz cirurgia bariátrica?

Sim, o Sistema Único de Saúde (SUS) realiza a cirurgia bariátrica. O bom é que ela é oferecida em todo o Brasil, sendo 75 hospitais habilitados para realizar o procedimento em pessoas obesas em 21 estados do país. Caso não haja a oferta da cirurgia na sua cidade ou estado, o próprio Sistema irá te encaminhar para outro estado que tenha um hospital habilitado.

Quem pode fazer pelo SUS?

Apesar do SUS oferecer a cirurgia bariátrica, é preciso seguir alguns termos para se enquadrar ao procedimento de forma gratuita. Para poder entrar na fila de espera para ter a cirurgia, o paciente deve:

  • Ter IMC igual ou maior que 50;
  • Ter IMC maior ou igual a 40 e o paciente não conseguiu emagrecer com tratamento clínico de no mínimo dois anos;
  • Ter IMC maior que 35 e o paciente tiver outras doenças, como: cardiovasculares, hipertensão arterial, apneia do sono, doenças articulares degenerativas e diabetes.

fazer cirurgia bariátrica pelo sus

Quem não pode fazer cirurgia bariátrica pelo SUS?

Mesmo que o paciente se enquadre em alguns dos pré-requisitos mencionados acima, há situações e casos em que mesmo assim a cirurgia não é indicada de primeira e precisam de mais avaliações especiais para confirmar a viabilidade. São eles:

  • Jovens: adolescentes só podem realizar a cirurgia se forem maiores de 16 anos. Nesses casos ainda é necessário que haja uma avaliação clínica e psicológica especial, consentimento da família e uma aprovação de comissão de ética do próprio hospital.
  • Idosos: com a idade mais avançada os riscos da cirurgia se tornam maiores e por isso pacientes com mais de 65 anos precisam de uma avaliação especial pré-operatória com um médico especialista (geriatra) para confirmar a viabilidade do procedimento.
  • Antecedentes: outro fator é pacientes que tenham histórico com alcoolismo, drogas ou doenças psiquiátricas. É preciso uma avaliação especial psiquiátrica para confirmar se a cirurgia é indicada.
  • Outras cirurgias: se o paciente  já realizou outros procedimentos semelhantes na região abdominal é preciso também avaliar pois esse histórico pode dificultar a realização da cirurgia.
  • Doenças crônicas: pacientes que sejam portadores desse tipo de doenças, como anemia, insuficiência renal, doenças do fígado, doenças endócrinas etc devem ter os riscos bem avaliados antes.

Veja também o nosso artigo sobre mamoplastia.

Como funciona?

A cirurgia bariátrica pelo SUS é feita para reduzir o tamanho do estômago e assim fazer com que haja menos espaço para comida. Desta forma, o paciente terá menos fome e comerá menos. No Sistema Único de Saúde o procedimento pode ser feito de duas formas:

  • Cirurgia aberta: é o procedimento mais conhecido e feito em 90% das cirurgias com esse viés. É aplicado anestesia geral e em resumo é grampeado uma parte do estômago e conectado ao intestino. Pode durar mais de 2 horas.
  • Cirurgia bariátrica por videolaparoscopia: menos invasiva que a tradicional cirurgia aberta, ela é feita através de uma câmera de vídeo e as cânulas (videolaparoscopia). Ela dura menos tempo, em torno de 1 hora.

Como conseguir a cirurgia bariátrica pelo SUS?

Se você se enquadra nos pré-requisitos mencionada acima, é preciso (se você não tiver) fazer um cartão do SUS em algum hospital, clínica ou posto de saúde. Depois é só marcar uma consulta médica com um profissional para que seja confirmado que você atende aos critérios do Sistema, o especialista irá autorizar a cirurgia e você entrará pra fila de espera.

Veja também um vídeo sobre o assunto: